Maid é o retrato de uma mãe solteira tentando sobreviver

A nova série Maid da Netflix abre uma excelente reflexão. Uma mulher sai clandestinamente da cama o mais silenciosamente possível para não acordar o parceiro adormecido.

Ela pega a filha pequena da cama, a coloca no carro e dá a partida, enquanto o homem grita e bate no automóvel.

A mulher é Alex (interpretada por Margaret Qualley). Mesmo que ela tenha acabado de escapar do parceiro, os desafios de ser mãe solteira estão apenas começando.

A série de 10 episódios mantém os espectadores ansiosos, com trama comovente e um elenco incrivelmente talentoso. Muitos se perguntam se o programa é baseado em uma história verdadeira e, sim, é.

O desafio de ser mãe solteira

Alex consegue uma entrevista de emprego como empregada doméstica de aluguel em um serviço de limpeza diário. Mas, para conseguir a vaga, ela precisa encontrar alguém para cuidar da filha. Sem dinheiro para pagar uma babá, a única escolha é arriscada.

A mãe, uma artista de espírito livre com esculturas e pinturas selvagens, é bipolar não diagnosticada. É interpretada por Andie MacDowell (mãe da atriz também na vida real), que mergulha no papel de seu personagem maníaco-depressivo com todo o fogo e energia de que necessita.

Pra completar o pacote, Alex tem um namorado emocionalmente abusivo (Nick Robinson) e um pai distante (Billy Burke). Ela e a filha dormem na estação da balsa porque não têm para onde ir. Aqueles que deveriam amá-la e protegê-la falham miseravelmente.

Quem está no elenco de MAID

  • Alex (Margaret Qualley)
  • Paula (Andie MacDowell)
  • Sean (Nick Robinson)
  • Regina (Anika Noni Rose)
  • Yolanda (Tracy Vilar)
  • Hank (Billy Burke)
  • Maddy (Rylea Neveah Whittet)

Confira o trailer

Livro que inspirou MAID, série Netflix

Em oferta

Em suas memórias de 2019, SUPERAÇÃO, Trabalho Duro, Salário Baixo e o dever de uma mãe solo, Stephanie Land escreve abertamente sobre tentar criar sua filha enquanto trabalhava como empregada doméstica.

A maioria dos dramas de TV adaptados de livros são identificados nos créditos de abertura como “baseados em”, mas Maid é chamado de “inspirado em” e há muito material novo de ficção adicionado à obra.

Entretanto, embora os nomes tenham sido alterados, o enredo é praticamente o mesmo. Como Alex, Stephanie começou a trabalhar como empregada doméstica para sustentar a si mesma e o filho (que atende por Story) depois de fugir de um relacionamento tumultuado.

Stephanie e Story passaram 90 dias em um abrigo para sem-teto, lutando para encontrar trabalho e incapaz de receber uma bolsa de creche por causa de seu desemprego.

Onde está Stephanie Land agora?

Stephanie Land, a Alex da vida real. Foto: Instagram

Em 2014, Stephanie recebeu o diploma de bacharel em inglês pela Universidade de Montana. Depois de passar quase uma década trabalhando como faxineira, ela começou a trabalhar como freelancer e deu à luz ao segundo filho.

Em 2015, publicou um ensaio sobre a Vox, detalhando seu tempo como empregada doméstica. Sem surpresa, o ensaio tornou-se lido muito rapidamente, permitindo que ela contratasse um agente literário e, posteriormente, recebesse um contrato para um livro.

A partir daí, conhecemos a história. Ela publicou suas memórias e avançou para 2021, que se tornou uma série de grande sucesso na Netflix.

Stephanie agora é casada com um homem chamado Tim Faust e o casal compartilha quatro filhos em sua família mesclada. Atualmente, ela está trabalhando em um novo romance.

Violência doméstica é coisa séria

A violência doméstica pode ser física, sexual, psicológica ou financeira, incluindo negligência. A violência psicológica para adultos ou crianças, que pode ter efeitos duradouros, inclui:

  • fazer você sentir que tudo o que faz está errado;
  • criticar constantemente você ou seus amigos;
  • humilhar você na frente de seus amigos;
  • danificar propriedades / paredes / posses para assustá-lo;
  • fazer você ficar isolada e sozinha;
  • culpar você por tudo;
  • ameaçar tirar as crianças ou machucá-las;
  • perseguir, seguir, observar você;
  • ferir animais de estimação para puni-la;
  • fazer você se sentir com medo do que pode acontecer a seguir.

Abuso sexual é

  • forçar você a fazer sexo ou a praticar outros atos sexuais que você não quer;
  • tocar você de uma maneira que você não quer;
  • acusar você de dormir com outras pessoas;
  • forçar você a assistir pornografia.

Abuso físico é

  • bater e socar;
  • morder, empurrar, sufocar ou puxar o cabelo;
  • fazer você beber ou usar drogas quando não quiser;
  • usar ou ameaçar usar armas.

Abuso financeiro é

  • pegar seu dinheiro ou propriedade;
  • acumular dívidas em seu nome;
  • fazer uso indevido de procuração;
  • pressionar você a pagar dinheiro.

Negligência é

  • não fornecer comida, roupas e cuidados;
  • deixar dependentes sozinhos ou com alguém que não esteja seguro;
  • não proporcionar conforto, atenção e amor;
  • não fornecer tratamento médico.

6 Dicas para você que é mãe solteira

1. Procure o Fórum da sua cidade

A pensão alimentícia é o dinheiro para ajudar a cobrir os custos de vida da criança. A execução da cobrança de pensão alimentícia só pode acontecer se o acordo for feito por meio do sistema judiciário. Aqui no Brasil, quem não cumpre com a obrigação de pagar a mensalidade em dias, é preso.

2. Gerencie a mensalidade

Algumas mães optam por guardar a pensão alimentícia em uma conta bancária no nome do filho. Outras precisam desse suplemento de renda para ajudar com os custos da vida diária, como alimentação e moradia. Quaisquer que sejam suas necessidades, priorize as mais básicas.

3. Dê amor e atenção ao seu filho

Lembre-se que o que seu filho mais precisa é se sentir amado e seguro. Ele precisa que você esteja presente e envolvida mais do que qualquer outra coisa. Não permita que uma vida financeira estressante ou outros problemas atrapalhem relacionamento significativos com a criança.

4. Seja educada com o traste do seu ex

Ser co-parental não significa que você precisa ser o melhor amigo do pai do seu filho. Quer dizer que você está empenhada em discutir eventos e questões importantes sobre a criança e quer chegar a um acordo sobre uma abordagem unificada. Embora possa não ser possível em todas as situações, seja positiva e cordial na comunicação com o pai.

5. Não desacredite no amor

Como mulher, você merece ser amada e apreciada em um novo relacionamento amoroso. Como mãe, é parte de seu trabalho modelar relacionamentos saudáveis ​​para seu filho. Não existem regras rígidas e rápidas quando se trata de namoro como mãe solteira. Siga seus instintos e a pessoa certa aparecerá na hora certa.

6. Cuide de você

É importante lembrar o velho ditado: “você não pode cuidar dos outros se não cuidar de si mesmo”. Isso é especialmente verdadeiro para mães solteiras que carregam o peso do mundo nas costas. Existem muitas maneiras simples de aliviar o estresse diariamente que não apenas a farão se sentir bem, mas também a tornarão a melhor mãe que você pode ser:

  • faça exercícios regularmente — sozinha ou com seu filho;
  • encontre um amigo ou membro da família com quem você possa desabafar regularmente
  • experimente técnicas de respiração para se acalmar.
  • escolha um passatempo relaxante, como ler ou fazer crochê.

E então, assistiu a Maid, na Netflix, ou pretende assistir? Aproveite para ler também: Saiba como transformar qualquer TV digital em uma SmarTV.  O artigo ensinará você a ver filmes e séries de outros serviços de streaming na telona da TV.  Se preferir, clique aqui para receber 30 dias grátis de assinatura Amazon Prime Video.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

.

Aviso: As páginas associadas ao Blog da Monique
contém links afiliados da Amazon e isso não afeta
o preço que você pagará no caso de realizar qualquer
compra por meio deles. O Blog poderá receber
uma pequena comissão pela venda.

 

3 comentários sobre “Maid é o retrato de uma mãe solteira tentando sobreviver

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s