“Prefiro julgar que bruxa é mulher honesta a julgar que mulher honesta é bruxa”

A literatura e o cinema adoram usar contos de bruxas em suas narrativas — para nossa diversão, é claro. Entretanto, poucas são as obras que focam na verossimilhança das histórias que ocorreram a partir do século XIII, pois preferem dar … Continuar lendo “Prefiro julgar que bruxa é mulher honesta a julgar que mulher honesta é bruxa”