Jerri não foi o primeiro e nem será o último ubajarense assassinado covardemente

Quando uma pessoa é covardemente assassinada, fica a pergunta: “por quê?”. Tentamos entender o motivo pelo qual alguém, em sã consciência (ou não), tirou a vida de um semelhante. Parece até que precisamos de um bom argumento que justifique tamanha brutalidade, mas sabemos que nada vale a vida de um ser humano. E o que causa maior indignação e revolta, é quando se trata de uma pessoa honesta, trabalhadora, pai de família.

Jerri Damasceno, 33 anos, foi assassinado com 4 tiros no peito no dia 05 de novembro, por volta das 23 horas, na porta de casa, quando voltava do Restaurante Nevoar, onde trabalhava como garçom. Aliás, um excelente profissional. Ele não foi o único e não será a última vítima da criminalidade. O problema vai além, muito além da falta de segurança pública. É educação. Sabemos disso. Mas investir em segurança pública é fundamental e isto também inclui punição para os criminosos. O aumento da criminalidade tem uma forte aliada: a impunidade.

As câmeras de vigilância que foram instaladas em Ubajara não resolvem o problema sozinhas, mas são importantes para inibir (quando estão funcionando e recebendo manutenções constantes, o que não está acontecendo).  Se você fosse um(a) criminoso(a) de alta periculosidade, sairia por aí matando com a certeza de que seria visto? Gostaria de passar longos anos na cadeia, a exemplo dos seus amigos que estão mofando em um quarto vendo o sol nascer quadrado?

Precisamos de uma polícia organizada para combater o crime organizado.

De um modo geral, não dá para entender o conceito de justiça que existe em nosso país. Os criminosos, quando são fichados e presos, imediatamente são soltos. É um verdadeiro descaso que corrobora com o ditado “quem pariu Mateus, que embale!” ou “toma, que o filho é teu!”.

É comum o noticiário exibir a tranquilidade de um marginal quando é preso em flagrante. Chega a ser hilário. Ele sabe que não vai permanecer na cadeia, por isso nem se estressa. É aí que mora o perigo. A certeza da impunidade, ou seja, a ineficiência da justiça, é responsável pelo aumento de crimes.

Fato lamentável ainda é que a maioria das pessoas, no período das eleições, se dedicam com afinco a seus candidatos, vestem a camisa, sobem em caminhões, participam das reuniões nas comunidades, vibram, mas essa mesma energia não é utilizada para outros tipos de manifestações públicas, talvez por comodismo ou então pelo desconhecimento do efeito da imprensa a nível nacional(*).

(*) Texto escrito antes do boom das manifestações no Brasil.

Anúncios

5 comentários sobre “Jerri não foi o primeiro e nem será o último ubajarense assassinado covardemente

  1. Realmente Monique. Gostaria muito que esse caso fosse elucidado, mas acho quase impossivel. Ninguém viu, ninguém ouviu, o que se sabe é que era dois rapazes em uma moto, apenas. A pergunta que não quer calar: Porque o Jerry? Uma pessoa que vivia para a familia, de casa para o trabalho e vice versa. Eu acredito que estão brincando com a vida das pessoas, estão querendo ser Deus e julgar quem morre e quem pode viver. Todos os habitantes estão temerosos, estão matando sem mais sem menos, por brincadeira. Entendo que devemos ter uma policia ostensiva, mas 24 horas é impossivel. Apesar que o horário desse assassinato foi um horário que ainda tinha muitas pessoas pelas calçadas das casas, mesma assim não intimidou os assassinos do Jerry. As câmeras de vigilância da cidade ninguém sabe se funcionam, algumas residências possuem câmeras, mas onde estão as pistas para rastrear esses elementos.

    Curtir

  2. Não existe justiça.somente a injustiça prevalce, e não existi tambem um culpado para o que está acontecendo.A única explicação para os acontecimentos brutais e com muitos precendentes é o fato de o homem é um animal irracional cruel e único.

    Curtir

  3. Amiga Monique..Como sempre vc colocou o dedo na ferida.A impunidade rola solta, e a alucinacao tambem.e’ a unica explicacao.No entanto o seu ultimo paragrafo deixa a pergunta que eu sempre faco.Porque o povo nao reaje em grupo, exigindo medidas de seguranca? Quantos mais vao ter de perder a vida para chamar a atencao de quem de direito? Hoje foi o Jerry, amanha pode ser o seu pai, o seu filho, a sua irma…….Vao continuar de bracos cruzados e chorando o acontecido? Exijam seus direitos,meu povo.No final e’ do bolso de vcs que sai o pagamento da seguranca “fantasma”…..E a tal tao falada Guarda Municipal que vcs pagam? Serve para queh? Escoltar politicos em tempo de eleicao??????
    ACORDA UBAJARA…………..

    Curtir

  4. triste realidade !! aqui em são paulo a coisa tá feia…e o pior é que esta caindo na rotina como se isto fosse normal, as pessoas já não mais se chocam..e isto me asusta muito!!
    tá morrendo mais gente que nas piores guerras!!
    e isto a nivel nacional! o povo e as autoridades cruzam os braços como, se visse um filme de terror…fora da realidade. a frase correta é ACORDA BRASIL!!
    ACORDA POVO BRASILEIRO.O PODER ESTA EM MÃOS ERRADAS!

    Curtir

  5. Ceará: Homem é morto a pauladas e golpes de faca em Ubajara

    http://www.opovo.com.br/app/ceara/ubajara/2013/10/01/notubajara,3139014/homem-e-morto-a-pauladas-e-golpes-de-faca-em-ubajara.shtml

    Um homem morreu após sofrer duas perfurações a faca e pauladas na cabeça no município de Ubajara, a 329,3 km de Fortaleza no início da tarde da última segunda-feira, 30.

    De acordo com o Comando de Policiamento do Interior (CPI), a vítima, o cabeleireiro Jovenil Prado Aguiar, de 37 anos, foi morto na localidade de Sítio Cachoeira Boi Morto, por volta das 13h.

    A polícia realizou investigações e chegou ao principal suspeito de matar o cabeleireiro, identificado como Antoni Cleiton Fernandes Lima, 34 anos. Ele fugiu do local após o crime. No entanto, os motivos do homicídio ainda são desconhecidos. Diligências são realizadas para encontrar o suspeito.

    Curtir

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s