Pular para o conteúdo

Tanajuras, as formigas comestíveis

Na Serra da Ibiapaba é assim… no início do ano, logo no primeiro dia de sol depois de um período de chuva, acontece a revoada das tanajuras.

O que são tanajuras?

Tanajura, formiga que se come em Ubajara.
Tanajura, formiga que se come em Ubajara.

Tanajura provém do tupi tanayu’rá.

São enormes formigas voadoras que possuem um ferrão capaz de beliscar com força qualquer um que represente ameaça.

Sim, elas possuem personalidade forte.

Seriam feministas? 🙂

Costumam sobrevoar a cidade todos os anos — a data pode variar em consequência das mudanças climáticas.

Nesse ano (2009) deram o ar da graça no mês de fevereiro, entre os dias 16 e 18.

Como é o ciclo de vida das tanajuras?

O ciclo de vida das formigas “cadeirudas” começa com os ovos, que, se bem cuidados, se transformam em fêmeas aladas, também conhecidas como tanajuras.

Por outro lado, os ovos malcuidados resultam em machos, chamados de bitus.

Durante o voo nupcial, ambos acasalam, mas apenas os machos morrem nesse processo.

Homem Formiga pensativo com as tanajuras
… hein?

Após retornar ao solo, a fêmea arranca suas asas e estabelece um novo formigueiro, onde produzirá ovos em uma semana.

Os ovos se tornam adultos após cerca de 45 dias.

Ao longo dos anos, as formigas aladas constroem novos formigueiros, enquanto a fêmea mantém uma bolota de fungo, que é a principal fonte de alimento das saúvas.

Como capturar tanajuras?

A forma de capturá-las é bem primitiva e divertida, pois crianças e adultos concorrem no mesmo pé de igualdade com os pássaros em uma maratona.

Ganha quem conseguir pegar primeiro: o prêmio é a risada.

Munidas de pequenos galhos de árvores ou até mesmo com uma peça da própria roupa, todos correm para acertar as formigas.

As voadoras são capturadas e armazenas em uma vasilha — de preferência com tampa, para que as fujonas não escapem.

É comum nesse período ouvir o couro das crianças:

“cai, cai, tanajura, que teu pai tá na gordura”

É uma espécie de ritual para fazê-las baixar o voo. Embora a picada da tanajura seja bem dolorosa, os pequenos não têm medo, uma vez que já dominam a prática de retirar o ferrão.

Mas há uma outra forma de capturá-las.

Os amantes mais fervorosos da tanajura, assim como os “empreendedores” que veem as formigas como uma boa oportunidade de negócio, vestem uma roupa especial para o Dia D: calça, botas e luvas.

O objetivo do look é manter a segurança necessária para a coleta na fonte: o formigueiro. Não importa o local. Os formigueiros mais populares são na beira da estrada, na zona rural e no cemitério.

Como preparar tanajuras?

A tradição de comer as formigas é uma herança indígena que atualmente faz parte também da culinária nordestina.

O preparo é simples. Geralmente a parte inferior (mais conhecida como bunda de tanajura) é extraída e torrada com manteiga ou margarina até ficar crocante e daí feito uma farofa.

Algumas pessoas costumam aproveitar a cabeça e os membros da formiga.

O sabor é inigualável e indescritível – é o que dizem. Há quem compre em grande quantidade dos “coletores profissionais” para armazená-las no congelador e consumir em outro momento.

O preço pode variar entre 30 a 100 reais o litro. Se você quer surpreender seus amigos, receba-os em casa e ofereça tanajuras como tira-gosto quando não for época das formigas.

Será um dia memorável… huahuahuahua

Aproveite para ler também:

Ubajara celebra a fundação da Academia de Letras e Artes


Por Monique Gomes

Empreendedora digital, copywriter,
analista de SEO on-page, gestora de tráfego.