7 livros cabulosos baseados em fatos reais de terror

O apelo dos livros de terror está em fazer a gente sentir arrepios.

E tem melhor maneira de conseguir isso do que narrar uma história verdadeira ou parcialmente verdadeira?

De fato, fantasmas e risadas de bruxa podem parecer palhaçada para alguns, mas quando se trata de eventos que realmente aconteceram todo mundo fica assustado.

Tá buscando algo emocionante para ler?
Conheça 7 livros de terror inspirado em fatos.

1. O Exorcista

O mais famoso romance de possessão de William Peter Blatty foi inspirado por um incidente de 1949: a visita demoníaca a um jovem garoto de Maryland que chegou às primeiras páginas dos jornais.

Ele começou a exibir sinais de possessão, como mudanças repentinas de personalidade e linguagem vulgar incaracterística. Médicos e psiquiatras não conseguiam explicar o que estava acontecendo.

Quando Blatty leu essas histórias como estudante em Georgetown, começou a longa jornada de moldar os fatos básicos em uma disputa dramática e sustentada entre o bem e o mal.

Hoje, não há como imaginar possessão demoníaca sem passar pelo livro de Blatty – mesmo que a verdade por trás da ficção tenha sido feita de eventos muito mais silenciosos.

2. Ed & Lorraine Warren

Ed e Lorraine Warren eram figuras extremamente proeminentes no mundo da investigação paranormal.
O casal era considerado a principal autoridade em tópicos como exorcismo e demonologia.
Ambos lideraram milhares de investigações paranormais durante suas longas e frutíferas carreiras.

Ed Warren era um demonologista autodidata que frequentemente dava palestras sobre o assunto.

Lorraine Warren era uma clarividente autodeclarada e médium de transe leve que trabalhou por anos ao lado do marido até sua morte em 2006. Ela faleceu em 2019.

Seus incríveis contos de aparições fantasmagóricas e casas assombradas foram adaptados para a tela de cinema e inspiraram vários filmes de terror de grande sucesso, incluindo a franquia INVOVAÇÃO DO MAL.

Se você é fascinado pelo paranormal e quer aprender mais, então os livros de Ed e Lorraine Warren são um ótimo lugar para começar.

3. As Garotas, de Emma Cline

Inspirado na vida e nos crimes da Família Manson no final dos anos 1960, o romance de estreia de Emma Cline, AS GAROTAS, foca na preocupação da narradora de 14 anos com uma jovem de 19 anos chamada Suzanne, que é ela mesma escrava de líder de culto carismático Russell, baseado em ninguém menos que o próprio Charlie Manson.

4. A Garota da Casa ao Lado

Na década de 1960, um assassinato brutal chocou os EUA. Sylvia Likens, de 16 anos, foi encontrada assassinada.
Tanto as evidências quanto o testemunho de sua irmã provaram que ela havia sido espancada, abusada, passou fome e foi agredida sexualmente.

O livro de Jack Ketchum é uma versão ficcional da história real. O que aconteceu com a garota foi nada menos que uma uma atrocidade, um verdadeiro crime contra a humanidade. Prova que a mente humana pode ser tão depravada, desonesta e sádica.

5. O Terror, Dan Simmons

É um romance inspirado na história real da expedição perdida do capitão Sir John Franklin ao Ártico.

A viagem da Marinha Real partiu para descobrir a Passagem Noroeste. No entanto, diante de condições traiçoeiras e recursos limitados, todos os 24 oficiais e 110 homens a bordo morreram depois que os navios encalharam no gelo.

A história completa do que ocorreu durante a expedição permanece um mistério até hoje.

Mas, depois de descobrir os restos da expedição de Sir Franklin na década de 1980, os arqueólogos encontraram evidências de escorbuto e canibalismo entre os tripulantes falecidos.

6. Drácula de Bram Stoker

Há rumores de que quando Stoker estava escrevendo o romance, nomeou o personagem assustador em homenagem a Vlad III, Príncipe da Valáquia, que era mais conhecido como Vlad, o Empalador.

Nascido em 1431, Vlad Tepes passou a adotar o nome Drácula – que significa “o filho do diabo” – depois que seu pai Vlad II foi introduzido em uma sociedade semi-militar e religiosa chamada de Ordem do Dragão.

Vlad II recebeu o nome de Vlad II Dracul pelos boiardos da Romênia que associaram o dragão ao Diabo.

Após a morte de seu pai, Vlad Tepes governou a Valáquia e teve uma maneira única de se vingar empalando as cabeças de seus inimigos. O folclore sugere que o governante até mergulhou o pão no sangue das vítimas.

7. As duas vidas d Audrey Rose, de Frank De Felitta

Frank De Felitta publicou Audrey Rose em 1975. O romance conta a história de um homem que perde a filha em um acidente de carro. Onze anos depois, ele acredita que a alma da menina habitou uma jovem chamada Ivy.

O autor disse em entrevista à revista People que o romance foi inspirado por eventos que aconteceram com sua própria família.

Um dia, ele e a esposa estavam sentados na varanda quando ouviram música de piano vindo de dentro de casa.
Entraram e encontraram o filho de seis anos sentado ao piano, tocando perfeitamente.

Mas o menino nunca havia demonstrado qualquer aptidão musical ou recebido instrução de piano. Nas semanas seguintes, ele apresentou outros sinais de talento precoce ou inexplicável.

Um especialista disse que se tratava de um “vazamento de encarnação”, ou seja, a criança estava manifestando memórias inatas adquiridas de vidas anteriores.

De todas essas fontes, surgiu Audrey Rose.

Gostou de saber sobre as histórias reais que inspiraram livros de terror? Qual desses você já leu ou pretende ler?

 


SIGA O BLOG DA MONIQUE NAS REDES SOCIAIS:

.

 

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s