Chega de filmes! Vamos tomar um café com Hemingway?

Recentemente fiz uma autocrítica e percebi que tava dedicando quase todo meu tempo livre assistindo a filmes e séries. Então, resolvi dar uma pausa na sétima arte pra retomar algumas leituras, procurar livros novos e, assim, oxigenar meu cérebro sedento de informação.

Afinal, as tardes de domingo não são suficientes para aprender coisas que só são possíveis encontrar nos livros. Outro ponto que levei em conta foi a necessidade de receber algum retorno no investimento que eu fiz ao assinar 3 meses de Kindle Unlimited por R$ 1,99/mês — promoção imperdível. Nesse plano eu baixo livros que são mais caros que o próprio valor da assinatura normal.

Foi assim que me envolvi com a História Bizarra da Psicologia, de Raquel Sodré. Ela conta que as últimas décadas do século 20 não existiam tratamentos satisfatórios para as doenças mentais. Os médicos provocavam choques elétricos nos pacientes, tiravam pedaços do cérebro e injetavam insulina para “curar” esquizofrenia, por exemplo. 

Nada do que eu já soubesse até chegar ao capítulo 4, momento em que a autora narra o triste fim do escritor Ernest Hemingway (1899 – 1961). Ele participou de 36 sessões de eletroconvulsoterapia (tratamento conhecido como eletrochoque) para tentar aliviar os sintomas da depressão que o atormentavam.

Segundo um amigo da família, Hemingway implorava de joelhos para não voltar à clínica, mas não adiantava: era forçado a ir, pois a família acreditava no benefício daquele procedimento😢.

O escritor participou das duas guerras mundiais, sobreviveu a dois acidentes de avião, ganhou o Prêmio Nobel de Literatura e teve seus livros queimados pelos nazistas. Seu nome foi dado a um corpo celeste que orbita o sol.

📍 Hemingway na Amazon com frete grátis

Sempre tive curiosidade de saber mais sobre a vida de Hemingway, aí pensei que poderia existir algum filme ou documentário nas plataformas de streaming. Pra minha grata surpresa, encontrei estas duas belezinhas (a primeira na HBO e a segunda na Amazon Prime Video):

Hemingway e Gellhorn (2013)

Esse último exemplo serve de base para o filme da HBO Hemingway & Gellhorn , que narra o (é claro) caso tumultuado entre o autor (Clive Owen) e a famosa correspondente de guerra Martha Gellhorn (Nicole Kidman).

A história começa naturalmente com o primeiro encontro entre Gellhorn e Hemingway em um bar em Key West em 1936. A essa altura, Hemingway já é o assunto da cidade literária com o lançamento de livros como The Sun Also Rises e A Farewell to Armas . Os dois instantaneamente descobrem que têm um relacionamento natural e, apesar do fato de Hemingway já ser casado, sentem-se atraídos um pelo outro.

Os dois então viajam para a Espanha para ajudar a filmar um documentário sobre a Guerra Civil Espanhola. Lá, as faíscas realmente acendem. Pouco depois, Hemingway se divorcia de sua esposa e os dois se casam. Mas, como qualquer pessoa familiarizada com a história sabe muito bem, um final feliz não estava nas cartas.

Ao longo da história, os cineastas deixam bem claro que fizeram sua lição de casa. Um pouco claro demais, talvez. Hemingway & Gellhorn é o tipo de filme em que os personagens recitam seus respectivos currículos ao entrar pela primeira vez em uma cena, e os roteiristas incorporam desajeitadamente citações famosas de indivíduos da vida real no diálogo

Ernest Papa Hemingway: Uma História Verdadeira (2015)

Com roteiro autobiográfico escrito pelo jornalista Denne Bart Petitclerc, o filme retrata a relação entre Ernest Hemingway e um jovem repórter do Miami Herald no final da década de 1950, aqui chamado Ed Myers (Giovanni Ribisi). É o primeiro filme de Hollywood a ser filmado na ilha desde 1959, na propriedade de Hemingway.

Entre idas a bares e conversas turbulentas sobre a vida, o amor e a escrita, os dois homens testemunham um feroz tiroteio entre estudantes revolucionários e forças do governo, com o veterano jornalista de guerra Hemingway liderando a dupla perigosamente perto da ação.

Rapidamente se torna aparente que Hemingway, de 59 anos, está com problemas de saúde física e emocionalmente, bebendo muito e olhando ansiosamente para as armas de fogo prontamente disponíveis.

Seu relacionamento com a esposa também é profundamente conturbado, com o casal entra em constantes discussões violentas. Mas nada disso o impede de dispensar pérolas de sabedoria ao adorador visitante como: “O único valor que temos como seres humanos são os riscos que estamos dispostos a correr”.

Gostou de tomar um café ☕ com Hemingway? Para receber outras novidades, assine a newsletter abaixo do post.

 

 

📍Com o Amazon Prime você aproveita Frete GRÁTIS ilimitado em milhões de produtos elegíveis e acesso a filmes, séries, músicas, eBooks, revistas, jogos e muito mais em uma única assinatura, por apenas R$ 9,90/mês. Saiba mais ou assine agora mesmo!

 

 

 

 

 

 

.

Aviso: Este post contém links afiliados da Amazon
e isso não afeta o preço que você pagará no caso
de realizar uma compra por meio deles. 
A administração do Blog poderá receber
uma pequena comissão pela venda.

 

 

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s