Elysium. Filmão – com exceção do clichê

elysium

2154. A injusta divisão entre as classes sociais serve de base para a história de Elysium, uma nave espacial disponível apenas para pessoas ricas. O filme marca a estreia do ator Wagner Moura no cinema internacional. Uma atuação brilhante, forte, veemente, no estilo Capitão Nascimento, personagem de Tropa de Elite, obra apreciada pelo diretor de Elysium, Neill Blomkamp, que ficou deslumbrado com a atuação do brasileiro e partiu daí o convite para o filme, assim como Alice Braga.

O mais bacana dos filmes futuristas de ficção científica é que os efeitos mais loucos são fundamentados pela tecnologia. Não é um simples devaneio. Tá, às vezes eles exageram. Em Elysium, por exemplo, é possível curar um paciente em estado terminal de leucemia em alguns segundos, apenas clicando um botãozinho…

Matt Damon interpreta um ex-ladrão que tenta mudar de vida. Ao sofrer um acidente radioativo, o protagonista precisa ir para Elysium se curar. O filme é estrelado também por Jodie Foster e Diego Luna.

Um defeito nada especial: o romance aguado entre os personagens de Matt Damon e Alice Braga é extremamente clichê e quase estragou o filme.

Anúncios

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s