Pular para o conteúdo

Coerência: como e quando os amigos mudam de realidade?

Coerência é um thriller de ficção científica/psicológico dirigido por James Ward Byrkit em 2013 – disponível no Prime Video. É um filme complexo que entrelaça noções importantes de mecânica quântica e filosofia, além de desafiar o espectador a decifrar a narrativa.

Ao assistir Coerência pela primeira vez, é normal se sentir confuso, questionando se os eventos retratados foram apenas um sonho, uma alucinação causada por cetamina, ou realmente uma interação entre múltiplas realidades.

Coerência Final Explicado

O que você vai ler neste post:

  • Quais os efeitos do Cometa Millei?
  • Hugh e Amir são substituídos?
  • O que há na outra casa?
  • Por que o mesmo bilhete aparece duas vezes?
  • Como e quando os amigos mudam de realidade?
  • O que diz o livro de física quântica?
  • Qual o plano de Mike?
  • Por que Mike apanha de Hugh e de si mesmo?
  • O que acontece no final do filme Coerência?
  • Explicação do filme Coerência 2013

Quais os efeitos do Cometa Millei?

Filme Coerência Final Explicado: Emily descobre que está em outra realidade e que pode escolher uma realidade diferente.

Durante o jantar, o cometa Millei está passando, influenciando o comportamento dos personagens. Beth menciona possuir gotas com uma mistura de produtos químicos e tranquilizantes para cavalos, que ela usa para aliviar a tensão.

Todos percebem que não têm sinal de celular e não há internet na casa. Emily relata um evento antigo envolvendo um cometa, onde uma mulher afirmou que o marido não era ele, pois ela o havia matado no dia anterior.

A loira explica que o cometa está muito mais próximo dessa vez. Ela também menciona o Evento Tunguska, onde um meteoro explodiu sobre a Sibéria, derrubou árvores em mais de 2.000 quilômetros quadrados, mas sem causar vítimas humanas.

Hugh menciona que seu telefone quebrou espontaneamente há algum tempo, assim como o de Emily. Um corte de energia acontece e desencadeia uma série de eventos. Mike busca bastões luminosos, disponíveis em três cores: azul, verde e vermelho.

Eles abrem a caixa com os bastões azuis e cada um pega o seu. Ao sair, percebem que não há energia em nenhum lugar, exceto em uma casa. Inicialmente, pensam tratar-se de outra casa, sem perceber que estão vendo sua própria casa de uma realidade diferente.

Hugh e Amir são substituídos?

Hugh menciona que o irmão pediu que ele ligasse caso algo estranho acontecesse durante a passagem do cometa. Sem comunicação, Hugh e Amir decidem ir à outra casa para tentar fazer contato. Ao cruzarem a zona escura, entram em outra realidade e suas versões iniciais não são mais vistas no filme.

O que há na outra casa?

Na casa vizinha, Hugh afirma ter visto uma cena idêntica: a mesma casa, com seis pessoas (exceto ele e Amir) jantando. Ele descreve como deu a volta até a porta lateral e bateu.

O resto do grupo diz ter ouvido uma batida na mesma porta na casa original, e supõem que Amir e Hugh se perderam, retornaram e bateram na porta. No entanto, Hugh insiste que caminhou dois quarteirões direto.

Aqui está o que realmente aconteceu: Hugh não se perdeu. Assim que os Hugh e Amir saem, outra versão de Hugh e Amir de uma realidade diferente aparece, bate na porta, vê as pessoas na casa, se assusta e vai embora.

Por que o mesmo bilhete aparece duas vezes?

Hugh decide voltar para a outra casa para tentar obter respostas. Ele planeja deixar um bilhete se ninguém atender: “Olá, não queremos assustar vocês, mas só queremos pegar seu telefone emprestado por no máximo 5 minutos. Obrigado”.

Então, alguém bate na porta da frente. Mike comenta que é um cara grande. Após o “grandão” ir embora, Mike abre a porta e encontra um bilhete exatamente igual ao que Hugh acabou de escrever. O que aconteceu?

Aqui está o que aconteceu: outra versão de Hugh e Amir, vindo de nova realidade, deixou o bilhete na porta e voltou. Novamente, esse Hugh e Amir nunca são mostrados. Isso significa que, em algumas realidades, eles conseguem colar o bilhete.

Como e quando os amigos mudam de realidade?

Logo no início de Coerência, o grupo percebe um vasto espaço de escuridão lá fora, mas leva um tempo para entender o significado. É tipo um portal: sempre que alguém atravessa, entra em uma realidade diferente.

O problema é que o destino é completamente aleatório, tornando impossível retornar a uma realidade anterior de forma controlada. Os primeiros a se aventurarem são Amir e Hugh, cujas versões iniciais nunca mais veremos.

Quando Em, Kevin, Mike e Laurie vão investigar, também acabam em uma nova realidade. Mais tarde, Mike tenta chantagear seu eu alternativo e acidentalmente entra em outra realidade.

Beth e Lee são os únicos que nunca deixam a casa; qualquer que seja a versão da casa mostrada, são as duas únicas originais. Cada versão de uma pessoa é praticamente a mesma, exceto por pequenos detalhes.

O que diz o livro de física quântica?

O irmão de Hugh é professor universitário, então Hugh e Kevin saem para pegar um livro dele que Beth menciona, deixado no porta-malas do carro. Enquanto isso, Lee está dormindo.

Eles retornam com o livro, que se revela ser sobre física quântica, intitulado “Gravitação: uma introdução à pesquisa atual”. O conceito do gato de Schrödinger é mencionado nas páginas.

O experimento propõe que, se um gato e um frasco de veneno estiverem dentro de uma caixa fechada, a física clássica diria que o gato está vivo ou morto.

No entanto, a física quântica sugere que o gato estaria simultaneamente vivo e morto até que a caixa seja aberta e sua condição seja observada.

A física quântica sugere que ambas as realidades podem existir simultaneamente e separadamente graças à decoerência quântica. “Só quando você abre a caixa é que elas se transformam em um único evento”, diz Hugh.

O poder do cometa de alguma forma causou coerência quântica, fazendo todas as realidades colidirem em uma só. Paralelo a isso, a casa e as pessoas no filme existem em múltiplas realidades até a passagem do cometa, que de alguma forma as entrelaça.

O grupo faz referência ao filme Instantes Decisivos (1998/Título Original: Sliding Doors) para ilustrar como pequenas diferenças nas escolhas podem levar a realidades divergentes. Por exemplo, enquanto um grupo abriu bastões luminosos azuis, outro grupo abriu os vermelhos.

Qual o plano de Mike?

Mike quer ir até a outra casa e matar os “amigos duplicados”. Ele sente que morrerá quando acontecer o colapso das realidades. Até agora eles pensam que existem apenas 2 casas e 2 conjuntos delas (mas na realidade são infinitos).

O receio de Mike é que, se ele está sugerindo que deveriam matar as pessoas da outra casa, o sósia está tramando exatamente a mesma coisa. E se o Mike da outra casa está bebendo (ele tem problemas com alcoolismo), então ele estragou tudo.

Lee está tirando uma soneca nessa casa. Porém, na outra casa (por onde Mike, Emily, Laurie e Kevin passam), Mike vê Lee, mas não Beth. Isso significa que Beth está cochilando na outra casa. Já que Beth traz à tona o tema do livro, a outra realidade pode não ter o livro ainda.

Se eles não têm o livro, não estão tendo essa conversa (sobre matar os duplos). Então, tirando o livro deles, toda essa situação pode ser evitada na outra casa. Embora essa conversa pareça fazer sentido no contexto de apenas duas realidades, não faz sentido no contexto atual das realidades infinitas.

Por que Mike apanha de Hugh e de si mesmo?

Mike tem uma conversa privada com Kevin: ele tem um segredo que planeja usar como chantagem na outra casa (dormiu com Beth há 12 anos). Dessa forma, espera que o outro Mike não pegue o livro.

Mas o plano dá errado e ele leva um soco de Hugh, marido de Beth, quando a traição é revelada. Ele diz que tomou uma série de decisões erradas e agora está preso nesta realidade.

De repente, outro Mike com um bastão luminoso verde entra na casa. Esse é um quarto Mike que dá um soco em Mike e vai embora. Mike está nocauteado.

Beth fica tensa e tem sangramento nasal, que pinga em Laurie, que fica muito nervosa porque não suporta sangue. Emily abre a porta e encontra um bilhete que diz:

“Olá, não quero assustar vocês, mas só queríamos pegar seu telefone emprestado por no máximo 5 minutos. Obrigado” … escrito por Hugh.

Isso significa que outro Hugh e Amir bateram na porta e foram embora, podemos ignorar isso. A essa altura a natureza infinita das coisas é a única certeza.

O que Emily faz?

Frustrada, Emily decide sair e começa a vagar por diferentes realidades. Em cada uma, o grupo está brigando por algum motivo. Finalmente, ela encontra uma realidade onde não há conflitos.

Nessa versão, o corte de energia não aconteceu. Lembre-se, foi o corte de energia que os levou a sair e vagar pela zona escura. Sem isso, ninguém saiu da casa e a noite estava normal.

Emily entra furtivamente nessa casa e pega o calmante de Beth. O grupo ouve um barulho – o som de janela de carro quebrando. Emily havia quebrado a janela do carro de Hugh.

Eles saem para verificar e encontram o carro de Hugh danificado. A Emily dessa realidade vai até o carro, mas a outra Emily se aproxima dela, a droga com as gotas de Beth e a tranca no porta-malas. A nova Emily retorna para se juntar ao grupo.

O que acontece no final do filme Coerência?

A Emily da realidade original consegue escapar do porta-malas e rasteja de volta para casa. Outra Emily a vê indo até o banheiro e a ataca, batendo nela com a tampa da descarga e jogando-a na banheira. No processo, deixa cair o anel.

Ela pega o anel da sósia, coloca-o e sai. No entanto, desmaia e acorda na manhã seguinte no sofá. O corpo inconsciente de Emily não está mais no banheiro. Emily sai do sofá e encontra Kevin, que lhe entrega o anel, dizendo que o encontrou no banheiro.

Ele pergunta se ela está bem. Agora, Emily tem dois anéis. O telefone de Kevin toca, revelando que outra Emily está ligando para ele. Kevin lança um olhar desconfiado para a mulher, que o encara com culpa.

O filme termina com essa tensão no ar. A realidade em que Emily se encontra agora terá permanentemente duas Emilys. O que acontece a partir daqui, podemos especular sobre os conflitos e as complexidades que essa sobreposição de realidades pode causar.

Explicação do filme Coerência 2013

A interseção das realidades causada pela passagem do cometa deixa cada personagem preso em um quebra-cabeça contínuo, sem soluções fáceis ou definitivas.

Isso mantém o espectador refletindo sobre o verdadeiro significado dos eventos e as possibilidades infinitas que a história apresenta.

No final de Coerência, vemos Emily vagando de realidade em realidade, buscando uma versão de sua vida onde tudo está em paz. Ela encontra uma realidade supostamente boa.

Aproveitando-se disso, ela dá um jeito de eliminar a sósia, mas não consegue. O filme deixa claro que a realidade em que Emily se encontra agora terá que lidar com as complexidades e as consequências de ter duas versões da mesma pessoa.

Em entrevista, o diretor do filme, James Ward Byrkit, compartilhou que Emily, Kevin e Laurie são os únicos três personagens que os espectadores seguem desde o início.

Aproveite para ler também:


Por Monique Gomes

Empreendedora digital, copywriter,
analista de SEO on-page, gestora de tráfego.

Coerência
filme coerencia final explicado

Director: James Ward Byrkit

Date Created: 2015-02-13 21:38

Classificação do editor:
4.5