Pular para o conteúdo

O Lagosta: por que é proibido ser solteiro?

O mundo cinematográfico muitas vezes é palco de narrativas intrigantes – O Lagosta (Netflix/2015) é um exemplo. Dirigido por Yorgos Lanthimos, esse filme peculiar mergulha o espectador em um universo distópico.

A comédia de humor ácido surreal de 2015 apresenta um mundo em que o amor é obrigatório e as pessoas que não encontram um par são transformadas em animais.

A jornada do protagonista termina com uma nota ambígua que deixa mais perguntas do que respostas.

>>> O que você vai encontrar neste post:

  • Resumo O Lagosta (Netflix/2015)
  • Por que é proibido ficar sozinho?
  • Por que colocaram um cadeado no cinto de David?
  • Por que os Solitários precisam caçar pessoas?
  • Por que o Homem que Manca finge sangramento no nariz?
  • Por que ter filhos é uma regra para casais que brigam?
  • Como David conquista a Mulher Sem Emoção?
  • David transforma a Mulher Sem Emoção em qual animal?
  • Os Solitários também têm regras rigorosas
  • Explicação do filme O Lagosta
  • O Lagosta Final Explicado
  • Outros filmes de Yorgos Lanthimos

Resumo O Lagosta (Netflix/2015)

Filme O Lagosta Final Explicado: na foto, cena com Collin Farrel e Rachel Reisz

A história segue David (Colin Farrell), cuja esposa o trocou por outro homem. David é obrigado a ir para um hotel bizarro, cuja gerente é interpretada por Olivia Colman.

Ele está acompanhado do irmão, que foi transformado em cachorro. Se não conseguir encontrar uma companheira durante a estadia, decide que quer ser uma lagosta.

Ele alega que as lagostas “vivem por mais de 100 anos, têm sangue azul como os aristocratas e permanecem férteis por toda a vida”.

Mas o pobre homem está pensando em ganhar o máximo de tempo possível para encontrar uma companheira e evitar que isso aconteça.

Por que é proibido ficar sozinho?

A sociedade retratada no filme tem regras rigorosas e normas que valorizam a vida em casal, considerando isso como o padrão ideal de existência. A proibição de ficar sozinho é uma imposição social que reflete a crença de que a verdadeira realização e significado da vida só são alcançados por meio de relacionamentos românticos.

2661f82cd1ba9172.16386413

Por que colocaram um cadeado no cinto de David?

O cadeado na calça de David simboliza a restrição da liberdade individual e a negação dos seus impulsos solitários. Ao ser privado da autonomia sobre o próprio corpo, ele enfrenta uma punição que reforça a ideia de que a sociedade está disposta a usar métodos extremos para garantir a conformidade com as regras.

Por que os solitários precisam caçar pessoas?

Aqueles que não conseguem encontrar um parceiro dentro de 45 dias, são forçados a participar de um peculiar programa de caça. Na floresta, eles têm de atiram em pessoas solitárias que não concordam com o sistema. Quem conseguir acertar, ganha mais tempo no hotel para encontrar um par e escapar de virar um animal.

Por que o “homem que manca” finge sangramento no nariz?

Os hóspedes do hotel tendem a escolher parceiros com quem compartilham traços superficiais. Então, o homem finge que o nariz sangra para poder estabelecer uma conexão com uma mulher cujo nariz realmente sangra.

Nesse caso, a coincidência de ambos os personagens terem episódios de sangramento nasal é vista como uma característica em comum que justifica a formação do relacionamento.

No entanto, a situação é ironicamente exagerada quando um dos personagens precisa falsificar a crise para atender a essa expectativa social.

Por que ter filhos é uma regra para casais que brigam?

Talvez essa seja a parte mais hilária do filme, mas é difícil apontar o que é mais cômico. Em “O Lagosta”, é uma regra que casais que estão brigando muito sejam obrigados a ter filhos como uma medida para fortalecer a relação.

A lógica por trás dessa regra reside na crença de que a responsabilidade compartilhada da parentalidade distrairá os casais de suas diferenças e proporcionará uma base mais sólida para o casamento.

Essa abordagem extrema ilustra a visão distorcida e absurda do filme sobre as expectativas sociais em relação ao amor e ao casamento.

Como David conquista a Mulher Sem Emoção?

David conquista a Mulher Sem Emoção, interpretada por Angeliki Papoulia, por meio de um ato peculiar. Ele finge que compartilha uma característica específica com ela: a indiferença (ela é cruel, fria e destemida caçadora).

Na cena da hidromassagem, ele a ignora enquanto ela simula um engasgamento. Ali, a mulher percebe que ambos têm “algo em comum”. Não demora muito para selarem o casamento.

Entretanto, quando os dois estão morando juntos, ela mata o cachorro, ou seja, o irmão de David. É aí que o bicho pega: David é flagrado chorando, ou seja, tendo emoções. Então, a Mulher resolve denunciá-lo à gerente do Hotel.

David transforma a Mulher Sem Emoção em qual animal?

Para impedi-la de fazer a denúncia, ele a leva para a sala de transformação. Não vemos o que acontece lá, mas no pensamento popular ela se torna um coelho.

Agora, lembre-se, a mulher não tem emoções e tem sido uma excelente caçadora de Solitários. Transformá-la em um coelhinho inofensivo faria com que se tornasse a caça, seu pior medo.

O outro ângulo disso é que David mata a Mulher Sem Emoção e se livra dela. Ele talvez a tenha chutado até que morra lenta e dolorosamente.

Os Solitários também têm regras rigorosas

David foge do hotel e se junta aos solitários na floresta, que também têm suas próprias regras rígidas: não é permitido romance em nenhuma circunstância.

David, sendo míope, conhece uma mulher míope sem nome (Rachel Weisz), e com essa característica comum, eles iniciam um relacionamento secreto e desenvolvem uma conexão real.

A dupla é enviada à cidade em algumas missões, onde precisam fingir ser um casal, algo de que gostam em segredo. Enquanto começam a planejar uma fuga, a líder dos solitários (Léa Seydoux) descobre o plano de David.

Como punição, cegam completamente a Mulher Míope.

O Lagosta: explicação do filme

A Lagosta é uma sátira que, de maneira subliminar, faz uma crítica à crença de que a vida só atinge plenitude e significado quando se tem um casamento.

No filme, somos transportados para um mundo onde a busca por parceiros atinge extremos extraordinários.

Com frequência, pessoas solteiras e felizes são alvo de comentários negativos. A busca pelo parceiro é considerada um grande marco que, aparentemente, todos devem alcançar.

Muitas sucumbem a essa pressão social e acabam em relacionamentos nos quais não encontram sentido algum.

O filme oferece comentários sobre vários aspectos do comportamento e dos relacionamentos humanos. Aborda tópicos que incluem: pressão social, conformidade, solidão, isolamento, rebelião e a natureza das regras.

O Lagosta Final Explicado

David e a Mulher Míope, que agora está cega , tentam encontrar outra coisa em comum, mas não conseguem. Eles escapam dos solitários e se preparam para se misturar à sociedade normal como casal.

No entanto, devido às normas sociais, os pares têm de partilhar uma característica definidora, o que foi bom no caso de David, uma vez que ele e a mulher que ama eram ambos míopes.

Mas agora que o seu parceiro ficou cego, a única opção de David é cegar-se. A verdadeira vitória só aconteceria se David percebesse que a semelhança física não significa nada. Mas ele está longe desse pensamento.

David está tão envolvido em criar outra conexão superficial que não está realmente considerando a ideia do amor verdadeiro… ainda. A ironia, porém, é que ele a ama genuinamente.

Mas para se enquadrar na sociedade (na cidade), ele precisa ser cego de verdade. Então, vai ao banheiro para se cegar com uma faca. Ele está pronto para fazer isso, mas hesita algumas vezes. Enquanto a mulher espera à mesa, a tela escurece e o filme termina.

Você pode até tentar encontrar ou ouvir David ao fundo, fugindo ou gritando de dor. Mas isso não acontece. Em vez disso, David, assim como o público, tem que fazer uma escolha e decidir o seu destino.

No final, A Lagosta permite que o espectador escolha o destino do protagonista em sua própria cabeça, o que acrescenta uma camada extra ao tema e à filosofia do filme.

Que animal você escolheria ser?

Você está solteiro e a pressão social está ficando mais forte do que uma dieta de coentro? Bem-vindo ao mundo de O Lagosta, onde a busca pelo amor é tão séria quanto um hipopótamo em uma aula de dança de salão.

Aqui estão algumas opções selvagens para você considerar:

1. Girafa

  • Vantagem: Ótima visão do horizonte para encontrar possíveis amores.
  • Desvantagem: Cuidado para não bater a cabeça nas alturas da vida de solteiro.

2. Polvo

  • Vantagem: Múltiplos braços para abraços calorosos.
  • Desvantagem: Desafio em escolher o presente certo com tantos braços desastrados.

3. Preguiça

  • Vantagem: Acalma os ânimos e prioriza o tempo para sestas a dois.
  • Desvantagem: Atividades intensas, como malhar na academia, podem ser um desafio.

4. Pavão

  • Vantagem: Arrasa nas festas e deixa uma primeira impressão marcante.
  • Desvantagem: A exigência de sempre ter que mostrar suas penas é cansativa.

5. Gato

  • Vantagem: Mestre em independência e faz o próprio horário.
  • Desvantagem: Momentos imprevisíveis de “me ignore e depois me ame”.

6. Camaleão

  • Vantagem: Se adapta a qualquer situação para agradar o parceiro.
  • Desvantagem: Às vezes, esquece de ser ele mesmo e se perde na mudança de cores.

Lembre-se, a selva do amor é vasta e cheia de opções incríveis. Seja qual for sua escolha animal, que ela o conduza para a floresta encantada do romance, ou pelo menos para um encontro divertido.

Outros filmes de Yorgos Lanthimos

Aqui estão alguns filmes dirigidos por Yorgos Lanthimos, junto com seus respectivos anos de lançamento:

  • “My Best Friend” (2001)
  • “Kinetta” (2005)
  • “Dente Canino” (Dogtooth) (2009)
  • “Alpes” (2011)
  • “O Lagosta” (The Lobster) (2015)
  • O Sacrifício do Cervo Sagrado” (The Killing of a Sacred Deer) (2017)
  • “A Favorita” (The Favourite) (2018)
  • “Pobres Criaturas” (2023)

Devido à sua atmosfera única, O Lagosta é considerado um dos melhores filmes de comédia de ficção científica de todos os tempos.

Aproveite para ler também:


Por Monique Gomes

Jornalista, blogueira, copywriter, analista de SEO on-page, gestora de tráfego. Fundou e editou dois jornais nas versões impressa e online. Trabalhou na Rock Content, maior agência de marketing das galáxias.