Pular para o conteúdo

A felicidade morre de fome quando você alimenta o seu ego

Osho (1931 – 1990) era um cara polêmico, sem dúvidas. Um filósofo que se definia como um “místico espiritualmente incorreto”. Como guru, falou diretamente para quem alimenta o seu ego e conquistou pessoas que desejavam conhecer o mundo espiritual sem incluir religiões.

Seus livros foram escritos a partir de palestras e entrevistas registradas. Temas como a importância da liberdade, do autoconhecimento e da relação do homem com ele mesmo e com o planeta são recorrentes. Segundo o professor de teologia da PUC-SP, Frank Usarski, Osho usava práticas de zen-budismo, tantrismo e sufismo.

Entre os principais escândalos que envolvem o nome do guru estão o fato de ele ter uma coleção de 93 Rolls-Royces (carros doados por discípulos milionários para ajudar a construir a comunidade) e ser acusado de libertinagem sexual por dizer que o orgasmo é uma espécie de meditação, entre outras pérolas.

Enquanto você alimenta o seu ego, a sua felicidade morre de fome

A sabedoria de Osho diz que a sua felicidade morre de fome se você alimenta o seu ego

* Frase de Arthur Alemida (não me pergunte quem é)

Em O livro do ego: Liberte-se da ilusão, Osho aborda a questão do autoconhecimento e fala que, quando nascemos, “temos nosso eu autêntico. Depois, a sociedade cria um falso eu: você é cristão, você é católico, você é branco, você é alemão, faz parte da raça escolhida por Deus e deve governar o mundo e assim por diante”. 

A sociedade cria uma falsa ideia de quem são as pessoas. Ela lhes dá um nome e, em torno do nome cria ambições, condicionamentos. Pouco a pouco, trabalha ego dos indivíduos por meio da escola, igreja, faculdade…no momento em que volta da faculdade, você já esqueceu completamente o seu ser inocente.

Agora, você é um grande ego com medalha de ouro, é o primeiro da classe, está no topo, pronto para ir ao mundo. O homem é explorado por esse ego e isso nunca lhe permite nem mesmo um vislumbre do seu eu autêntico, real. 

A pessoa que busca a verdade tem de começar exatamente a partir deste ponto: descartar tudo o que lhe foi dito pela sociedade em relação a quem ela é. Com certeza ela não é nada disso, pois ninguém pode saber quem o outro é, exceto ele próprio. 

É possível optar pela frustração, pelo sofrimento, pela infelicidade e, então, continuar a alimentar o ego. Ou você pode escolher a paz, o silêncio, a felicidade, mas, nesse caso, é preciso recuperar a inocência.

3 Dicas para superar o ego

Se achou esse assunto interessante, aqui estão as 3 principais dicas de especialistas para você controlar o seu ego.

1 . Não se ofenda

Se está procurando motivos para se ofender, vai encontrar a todo momento. Essa mentalidade o enfraquece, forçando-o a ficar na defensiva, desperdiçando muita energia e concentração mental em confrontos desnecessários. Ao se soltar, você se abre para muito mais oportunidades de ser feliz.

2 . Livre-se da necessidade de vencer

Vencer é um método infalível para evitar o contato com seu verdadeiro eu. A necessidade de vencer é uma corrida sem fim que nunca permite que você se afaste e reflita sobre suas ações. Ninguém pode vencer o tempo todo. Deixe de lado a necessidade de reconhecimento e a sua vida vai melhorar da noite para o dia.

3. Supere o desejo de se sentir superior

O ego tende a julgar tudo e a todos com base na aparência, realizações, posses, valores e outras métricas que fazem sentido apenas do ponto de vista do ego. Ele adora dividir as pessoas entre vencedores e perdedores. Esse tipo de sentimento leva ao ressentimento, confronto e hostilidade um contra o outro.

Quando você vê a diferença entre a voz do ego e a realidade, esse é o começo do despertar. Geralmente é um momento, um flash que vem e desaparece.

No começo você ainda se perde de novo e os velhos pensamentos surgem. Mas, aos poucos, ganha consciência e os pensamentos disfuncionais diminuem. É uma transição lenta que traz a consciência de volta, porque o ego não quer mudar. Para saber mais, leia também O livro do ego: Liberte-se da ilusão

Aproveite para ler também:

51% dos brasileiros associam felicidade à aparência física

A filosofia de Epicuro e os efeitos colaterais dos prazeres vazios

É possível ser feliz sem postar nas redes sociais?


Por Monique Gomes

Empreendedora digital, copywriter,
analista de SEO on-page, gestora de tráfego.
  • Afinal, o que é um Beekeeper?
    Com a direção de David Ayer, o filme Beekeeper: Rede de Vingança (2024/Prime Video) entrega a Jason Statham um papel que é ao mesmo tempo novo e familiar. A jornada de Adam Clay (Jason Statham) tem início como um pacato apicultor na fazenda de Eloise. Contudo, a vida tranquila é abalada quando um grupo rouba… Leia »Afinal, o que é um Beekeeper?
  • The Bye Bye Man é real ou ficção?
    O filme de terror The Bye Bye Man (2017/MAX) traz um gancho assustador e intrigante. Há quem diga que o homem assustador existiu de verdade, mas será? Baseado em um capítulo de “O Vampiro do Presidente”, do autor Robert Damon Schneck, o filme mergulha em uma das várias lendas urbanas investigadas pelo escritor. A entidade… Leia »The Bye Bye Man é real ou ficção?
  • The 8 Show: todos ganham o prêmio em dinheiro?
    Imagine um jogo onde quanto mais alto você está, mais dinheiro você ganha? – literalmente. The 8 Show (2024/Netflix) mergulha fundo na psique humana, além de oferecer uma experiência de entretenimento intrigante. A série Netflix é um reality show fictício bem semelhante a Round 6. Oito jogadores que estão endividados por causa de problemas financeiros.… Leia »The 8 Show: todos ganham o prêmio em dinheiro?