A cena mais amorzinho do filme Infiltrado na Klan

Infiltrado na Klan (2018) conta a história do policial negro que conseguiu se infiltrar na Ku Klux Klan durante os anos 70 para combater o terrorismo. A ideia parece absurda, mas aconteceu de verdade nos EUA e serviu como matéria-prima para o diretor Spike Lee.

As leis separavam negros e brancos em escolas, locais públicos e transportes. A revolta que marca o diálogo sobre racismo contrasta com a cena em que Ron (John David Washington, filhão do Denzel Washington) e Patrice (Laura Harrier) dançam juntos ao som de Too Late to Turn Back Now, de Cornelius Brothers & Sister Rose.

Aquele momento mostra muito mais do que os nossos olhos são capazes de ver. Pessoas felizes, se divertindo em um local só para eles, na paz, com liberdade, sem respirar a ameaça de ser agredido, humilhado ou injustiçado. Lindo de ver!

 

Monique Gomes é blogueira, jornalista freelancer certificada em Marketing de Conteúdo, feminista, cinéfila e livre de glúten. 

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s