Pesquisa afirma que 87% dos não leitores nunca foram presenteados com livros

pesquisa

Postei essa informação no meu perfil do Facebook e as lindas Sônia Simões e Andrezza Alves comentaram. A primeira disse que nunca foi incentivada a ler, mas sempre incentivou as filhas. A segunda disse que é apaixonada por leitura e que deve isso ao ambiente escolar. Isso mostra que muitos pais não foram incentivados a ler pela família deles. Como poderiam multiplicar um amor que não existe?

O gosto pela leitura parece um bichinho que nasce dentro da gente. A curiosidade é o alimento essencial. Uma leitura puxa outra leitura, outros saberes, novos conhecimentos. Na minha família, todas as mulheres são leitoras assíduas. Mãe, irmã, filha. Minha irmã foi uma grande influência, vivia com a cara grudada nos livros. Até hoje me indica bons livros e serei eternamente grata.

Quando adolescente, eu achava que seria detetive policial. Li quase todos os livros de Agatha Christie. Comprava em uma banca de revistas localizada na antiga Praça do Relógio. Tive a fase Paulo Coelho, assim como muita gente da minha geração. Até ler Onze Minutos e, já com uma bagagem cultural maior, perceber que o autor não é tão bom quanto a sua fama. Em seguida me apaixonei por filosofia e devorava tudo que podia.

Além da influência dos pais, o que conta muito ainda é o acesso. Encontrar uma livraria boa no interior é o mesmo que achar uma coca-cola no deserto. Ainda bem que existe internet. Livros são caros. Também é relativo. Se você colocar como prioridade no seu orçamento, fica viável. O fato é que existem mil maneiras de preparar o Neston. Dá para pegar emprestado de um amigo, na Biblioteca da cidade ou da escola. E na internet tem uma quantidade enorme de comunidades que oferecem dica de leitura. É possível encontrar muito conteúdo bom em formato pdf para ler no celular, computador ou tablet através de buscas simples no Google.

Recentemente terminei de ler dois livros sobre jornalismo, li também Acaraú & outros países, de Dimas Carvalho, depois voltei para o que estava lendo antes: Nova História das Mulheres no Brasil (de várias autoras). Dei uma pausa nesse último, comecei Assessoria de Imprensa para Prefeituras, Órgãos Públicos e Mandatos – executivo e legislativo, da Cíntia Cury. Quase terminando. Esses são livros de papel. Paralelamente, estou lendo os livros digitais: A Cama na Varanda, de Regina Navarro (indicação da Sueli Furtado), e vou começar o Guia Politicamente Incorreto da História do Mundo, de Luiz Felipe. Procurando um lugarzinho para duas revistas por assinatura, uma de ciência e outra política. Eu tenho muita fome de conhecimento!

Anúncios

Um comentário sobre “Pesquisa afirma que 87% dos não leitores nunca foram presenteados com livros

  1. Eu desde criança gostei de ler, quando criança eu fui como a Pituquinha e Lepe, no correr de minha vida fui lendo tudo que deu, aquí em Ubajara pego livros na Biblioteca pública mas tenho tambem os livros que adquiro, e por fim estou adquirindo o Correio Ipiapabano, o que é um luxo

    Curtir

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s