Toda cidade tem uma única palavra que a define

comer-rezar-amar

Segundo Elizabeth Gilbert no livro Comer, Rezar, Amar, obra que deu origem ao filme com o mesmo nome, toda cidade tem uma palavra que identifica aquele lugar. Achei importante transcrever:

Estávamos sentados em um café ao ar livre, treinando nossa conversação, quando Giulio me perguntou o que eu achava de Roma. Eu lhe disse que adorava a cidade, de verdade, mas de alguma forma sabia que não era a minha cidade, que não era o lugar onde eu acabaria morando pelo resto da vida. Havia alguma coisa em Roma que não me pertencia, e eu não conseguia muito bem descobrir o que era. Ele disse: “Talvez você e Roma tenham palavras diferentes”. Como assim? “Você não sabe que o segredo para entender uma cidade e seus habitantes é aprender qual a palavra da rua?”… e ele seguiu explicando que toda cidade tem uma única palavra que a define, que identifica a maioria das pessoas que mora ali. Se você pudesse ler o pensamento das pessoas que passam por você nas ruas de qualquer cidade, descobriria que a maioria delas está tendo o mesmo pensamento. Qualquer que seja o pensamento da maioria – essa é a palavra da cidade. E, se a sua palavra pessoal não combinar com a palavra da cidade, então ali realmente não é o seu lugar.

 

Anúncios

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s