Rádio Club FM entrevista o prefeito de Ubajara

Em entrevista a Rádio Club FM realizada no dia primeiro de maio, o Prefeito de Ubajara Ari Vasconcelos falou sobre os projetos que serão desenvolvidos, a saber: construção de 16 casas no Distrito de Jaburuna e 14 em Nova Veneza, a continuidade da execução do asfalto nas principais ruas dos bairros e instalação de um banco de mudas no Bairro Nossa Sra de Lourdes. Ari afirmou que com o recurso disponibilizado por Ivo Gomes no valor de 400 mil reais serão construídos um posto de saúde na Chapada, uma praça ao lado do prédio do CEFET (obra em andamento) e adquiridas duas ambulâncias, além de câmeras de segurança que serão espalhadas em locais estratégicos da cidade para inibir possíveis crimes, uma proposta do Juíz Fábio Falcão e da CDL de Ubajara.

O Prefeito revelou também que a guarda municipal será uma realidade e que pretende organizar o paisagismo da cidade com a retirada de mercadorias que são expostas em calçadas por alguns comerciantes, assim como os barraqueiros que ficam durante toda a semana nas ruas do centro expondo frutas, verduras, e até sutiãs. Além de prejudicar o tráfego de pedestres e motoristas, fatos como esses causam poluição visual numa cidade que é considerada turística.

Na área da saúde a aquisição de novos equipamentos para o Hospital da Unidade Mista foi citada, assim como o mais recente PSF instalado no Bairro Nossa Senhora de Lourdes. No entanto, nenhum projeto na área do Turismo foi mencionado.

Sobre o fato polêmico das multas que acontecem durante as fiscalizações de trânsito e que tem gerado indignação e revolta nas pessoas aqui no interior, o jornalista e apresentador do Programa Jornal Ação no Ar, Tomas Filho, sugeriu que ao invés de criticar aqueles que fazem valer a lei, os políticos deveriam trabalhar no sentido de providenciar uma legislação capaz de reduzir o valor abusivo das taxas para aquisição da carteira de motorista. É preciso oportunizar as pessoas a fazer a coisa certa, que é digirir legalizado, e não dificultar, como é o caso que acontece com os valores que são cobrados.

No final da entrevista, o Prefeito Ari demonstrou sua indignação pelo fato de não ter havido público considerável no evento das comemorações dos 50 anos do Parque Nacional que aconteceu semana passada. Uma vez eu comentei aqui que a falta de publicidade é o calcanhar de aquiles da ibiapaba. Um evento desse porte tem que apresentar uma programação atrativa e ser bem divulgado pelo menos com seis meses de antecedência. Uma formiga ubajarense que atravessa a Avenida dos Constituintes teria que ter conhecimento do aniversário do parque, que dirá os seres humanos, toda a gente da Ibiapaba e região, porque o principal objetivo seria atrair turistas, mídia, enfim, desenvolvimento. O que faz a festa não é a festa, mas o que a antecede. Está de parabéns o biólogo Daniel Loebmann pela exposição fotográfica inserida na programação que apresentou aproximadamente cem fotografias incríveis da nossa fauna ibiapabana.

Planejamento e Marketing. Quem quiser realizar um evento de qualidade tem que despertar para investimentos publicitários através dos meios de comunicação como rádio, tv, internet e jornal, esse último tanto a nível local como regional. Informação é tudo. Somos pessoas inteligentes, então por que vira e mexe estamos cometendo sempre os mesmos erros?

O Jornal Folha Ubajarense publicou gratuitamente por dois meses seguidos uma chamada para o evento de comemoração de 50 anos do Parque. Das pessoas com quem eu conversei, só sabiam do evento quem viu o impresso. Essas chamadas me custaram o valor total de 500 reais. Pergunte se o jornal conseguiu apoio de alguma instituição ou do poder público. O Folha é um jornal que tem uma proposta cultural que fortalece a identidade do Ubajarense, mas não tem o seu valor reconhecido. A pergunta que não quer calar é: Ubajara merece mesmo ter um jornal?

Anúncios

Um comentário sobre “Rádio Club FM entrevista o prefeito de Ubajara

  1. Olá,
    É uma verdade que a maioria dos Ubajarenses não sabe da existência do jornal, outros conhecem, no entanto não se interessam pelo mesmo.
    Acessando agora praticamente três meses após a comemoração dos 50 Anos do Parque de Ubajara, posso afirmar-lhe que não tive conhecimento desta comemoração, o que é incomum e prejudicial à formação cultural das novas gerações ubajarenses não tomarem conhecimento de uma data tão significativa para a nossa cidade, será que realmente estamos valorizando nossa riqueza ambiental da maneira que ela merece? Na minha concepção não está sendo atribuído a ela o valor merecido. Os ubajarenses devem acordar para saber cobrar dos novos governantes e também fazer a sua parte.
    Adorei as notícias do Jornal e a partir de agora ficarei mais atenta as publicações que são de suma importância para tomarmos conhecimento do que realmente se passa na nossa querida Cidade Ubajara.

    Curtir

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s