Pular para o conteúdo

O Homem da Cabana Final Explicado

O Homem da Cabana (2022/Prime Video) é um intrigante filme de terror e suspense dirigido por Lucky McKee que traz uma narrativa intensa.

Estrelado por Stephen Lang e Marc Senter, a história se passa em uma remota cabana na floresta, onde um velho recluso leva uma vida solitária.

A tranquilidade é quebrada quando um caminhante perdido bate à porta, desencadeando uma série de eventos que desafiam a sanidade e a segurança do protagonista.

Passo a passo, palavra por palavra, a história ganha forma, afinal: por que esse homem mal-humorado vive isolado? Como o rapaz foi parar lá? O que eles estão escondendo um do outro?

O que você vai ler neste artigo:

  • O Homem da Cabana Final Explicado
  • Quem é o velho? Quem é Joe?
  • Quem é o vendedor de Bíblias?
  • Quem é Rascal?
  • Qual o significado do baú e o lago roxo?

O Homem da Cabana Final Explicado

Old Man: O Homem da Cabana Final Explicado pra a Revista de Entretenimento Blog da Monique
Old Man: O Homem da Cabana Final Explicado pra a Revista de Entretenimento Blog da Monique

O filme mostra uma pequena cabana de um único cômodo, cujo morador é um velho não identificado, interpretado por Stephen Lang. Ele está deitado na cama, vestindo um macacão vermelho e acorda de repente, boquiaberto, como se tivesse tido um pesadelo.

A câmera foca de perto em seu rosto, capturando um estado de desorientação e perplexidade. O homem se levanta e começa a se mover freneticamente pelo cômodo, enquanto a câmera o segue de perto. Logo fica claro que algo está errado com ele.

Resmungando para si mesmo, começa a vasculhar a cabana, procurando o cachorro Rascal, a quem chama de “desleal” e ingrato, supondo que o cão tenha fugido durante a noite.

Enquanto continua a reclamar sobre o cachorro covarde que urinou no chão e o deixou sozinho novamente, o velho limpa a sujeira e ameaça o cão ausente. De vez em quando, faz pausas para tomar goles de bebida alcoólica.

Certo dia, um rapaz que se diz perdido na floresta bate à sua porta, algo incomum. Desconfiado, o velho aponta uma arma para ele e o convida a entrar. Do lado de fora, uma tempestade se aproxima, e enquanto esperam o mau tempo passar, começam a conversar.

Conforme o velho descobre mais sobre o estranho, a situação se torna cada vez mais assustadora.

“Você já teve a sensação de que, às vezes, a vida está conspirando contra você? Eu tenho me sentido assim ultimamente, como se tivesse algo muito maior que eu tentando me sufocar, tentando me extinguir de alguma forma. E não importa o que eu faça ou o quanto eu tente, não consigo fazer com que vá embora ou diminua…” Joe.

Quem é o velho? Quem é Joe?

O velho e Joe são a mesma pessoa, ou seja, representam duas fases diferentes da vida do personagem. Joe é a versão mais jovem que cometeu atos terríveis, incluindo o assassinato da esposa (Liana Wright-Mark) e do amante dela (Patch Darragh).

À medida que envelhece, ele carrega o peso da culpa e arrependimento. Enquanto o jovem é impulsivo e violento, o velho é atormentado e arrependido. A interação de ambos simboliza a luta interna do homem para confrontar e lidar com os demônios do passado.

Quem é o vendedor de Bíblias?

O velho conta a Joe (Marc Senter) que odeia vendedores e explica com alegria que, certa vez, um vendedor de Bíblias bateu à sua porta, na cabana. Vemos o flash back de uma suposta memória dele, ameaçando um homem, o drogando e o amarrando ao fogão.

Isso sugere uma reescrita intencional do passado, porque, na verdade, ele nunca o torturou, nunca lhe ensinou uma lição, nunca o perdoou e nunca demonstrou misericórdia – ele apenas atirou nele a sangue frio quando descobriu o caso que ele tinha com sua esposa Genie.

O velho sabe que na realidade não deveria ter chegado ao ponto de matar, mas não consegue se livrar do ódio que sente por ele, junto com o desejo ardente de vingança. Enquanto contar a história dessa forma, ele continua em negação.

Quem é Rascal?

Rascal é um personagem no filme que inicialmente parece ser um cachorro, mas no final ele aparece na forma de um homem, que é a representação do lado dominador do velho.

Ou seja, a masculinidade que o velho sempre aspirou ter, um cowboy robusto, que usa a brutalidade como forma de controle para ser durão.

(Em outro momento, o velho critica a nova geração dizendo que ela não tem apreço pela violência, referindo-se a si mesmo como um espartano).

Detalhe: Rascal é interpretado pelo mesmo ator que faz o papel de Joe jovem.

O que são os gemidos?

Os gemidos que atraíram o velho e Joe para a cabana são da esposa se envolvendo com o vendedor no quarto do casal na memória dele. Depois disso, só se lembram de ver uma “tela preta” e, em seguida, a cabana na floresta com fumaça saindo da chaminé.

Assim, a cabana é tanto um refúgio quanto uma armadilha, desafiando a lógica. Será que Joe cometeu os assassinatos, fugiu para a cabana e imaginou uma versão mais velha de si mesmo, enlouquecida pelo tempo e pela culpa, antes que o pesadelo se tornasse realidade?

O que o monólogo de Joe revela?

Antes do grande plot twister do filme revelando que o velho e Joe são a mesma pessoa, ambos estão bebendo enquanto a versão jovem faz um desabafo que condiz com alguém que está gravemente deprimido, possivelmente com uma crise de ansiedade ou pânico:

“Eu nunca me senti assim antes. É como se eu tivesse parado no cimento molhado, meus olhos estão abertos e estou olhando para todos os lados. Só que não há mais nada ao meu redor. Sinto apenas esse nada, esse vazio. E eu posso sentir o cimento endurecendo e ficando cada vez mais pesado, até que finalmente seca e eu não consigo me mexer. Meus olhos estão abertos e estou olhando para todos os lados, mas não tem nada pra ver. E então essa sufocação lenta começa nos meus pés, sobe pelas minhas pernas e pela minha coluna, até que para no fundo da minha garganta me deixando sem ar. É como se eu tivesse paralisado, sufocado e cego, e não posso fazer nada a respeito. E estou sempre acordado enquanto isso acontece”.

Não fica claro se essa sensação acontece no passado ou no presente, se foi antes ou depois de Joe ter matado a esposa e o amante.

O que significa o lago roxo?

O aspecto sobrenatural da história se desenvolve ainda mais quando o velho revela a Joe que foi a busca pelo lendário lago roxo que o levou à cabana. Ele lembra que no caminho encontrou um leopardo furioso que teve que matar heroicamente.

A cabeça do leopardo com os olhos da esposa morta está pendurada na parede como um troféu e homenagem a um homem com quem não se brinca. Seu simbolismo é evidente, mas e o baú de madeira e o lago roxo.

O velho menciona o lago roxo como um lugar onde os animais feridos vão para restaurar a saúde e a vitalidade. Ele não fala sobre o baú de madeira, mas a câmera o acompanha constantemente, além de ser o mesmo lugar que ele entra quando ativa as lembranças.

É provável que depois de matar a mulher, ele a tenha colocado na caixa e a levado para algum lago alto e solitário nas montanhas enfumaçadas, onde se desfez do corpo. O sangue dela pode ter transformado a água nas imediações em um estranho tom de roxo.

Explicação O Homem da Cabana

À noite, quando o velho se prepara para cozinhar para os dois, Joe foge de repente. Rascal chega pouco depois disso dizendo que saiu para caçar.

Então a trama começa a ficar linear e descobrimos que Joe é apenas uma versão mais jovem do velho. Ele viu a esposa tendo relações íntimas com outro homem, o que o deixou com tanta raiva que não conseguiu se controlar.

Ele matou os dois, e o fantasma da esposa vem assombrá-lo nos sonhos. Quando Rascal entra em cena, traz consigo a aura sombria e intimidante do Velho Oeste, a personalidade do velho muda de leão pra chuchuca.

O velho pergunta a Rascal o que ele fez com Joe. Quando o velho ameaça atirar em Rascal caso ele não responda, o cowboy desafia sua coragem antes de pegar a arma, chamando-o de fraco e dizendo: “Não é de admirar que ela tenha te deixado.”

Rascal então diz que está cansado de lembrar ao velho o que realmente aconteceu e lhe oferece uma garrafa contendo água do lendário lago roxo. O velho bebe, e um baú na sala se abre com o movimento interior da mão de uma mulher.

Rascal força o velho a entrar na caixa, e é transportado de volta ao passado. É revelado que Joe era apenas uma versão mais jovem do velho que havia matado a mulher e o amente, um vendedor de Bíblias . Ao retornar ao presente, o velho vê o fantasma dela e implora perdão, ao que ela responde: “Não é assim que funciona.”

O filme termina com Rascal dizendo: “Você parece cansado, velho. Você precisa descansar agora.” O velho abatido sobe na cama, e Rascal acrescenta: “Volto mais tarde, sempre volto”. Ao velho adormece e acorda de um pesadelo, clamando por Rascal.

Qual o sentido do filme?

O velho ficará perpetuamente preso na cabana da floresta, o que é uma metáfora para uma prisão mental que ele mesmo criou, enquanto continuar a fugir das responsabilidades. O final simboliza como o poder da negação pode moldar a realidade e como os piores infernos são aqueles que criamos para nós mesmos.

Quando o tormento do velho acaba no final do filme, de certa forma ele está apenas começando, porque é um ciclo semelhante à doença de Alzheimer. Ele vai dormir sem ser perdoado e sem ser redimido, com o terrível conhecimento da magnitude total de seus crimes.

Atormentado por pesadelos, o filme termina no início com o velho acordando, sozinho, confuso e alheio ao horror sem fim que é a sua existência. Se resumirmos O Homem da Cabana, a conclusão é simples: tudo aconteceu apenas na cabeça do velho. Nenhum dos personagens vistos ou dublados jamais existiu na forma apresentada ao espectador.

Aproveite para ler também:

Estranho, Mas Verdade: quem é o pai do bebê?


Por Monique Gomes

Empreendedora digital, copywriter,
analista de SEO on-page, gestora de tráfego.