Pular para o conteúdo

A Barbie não é o primeiro amor de Ryan Gosling

Revista de Entretenimento

Se você é cinéfilo de carteirinha, sabe muito bem que a Barbie não foi a única boneca que Ryan Gosling se apaixonou na ficção. Mas, se você não lembra, continue a leitura que eu vou refrescar a sua memória, bebê!

>>> O que você vai ler neste post:

  • A Garota Ideal com Ryan Gosling
  • Bianca, a boneca que não é a Barbie
  • A empatia da comunidade
  • Lars tem transtorno mental?
  • Uma comédia romântica diferente

A Garota Ideal com Ryan Gosling

A Garota Ideal é uma comédia romântica como você nunca viu! O filme do diretor Craig Gillespie tem Ryan Gosling se apaixonando por uma boneca.

No filme A Garota Ideal (Prime Video/2007), Ryan Gosling é Lars Lindstrom, um jovem de 27 anos extremamente tímido que mal consegue suportar a respiração de outro ser humano por perto. 

Ele trabalha em um escritório, mas à noite fica sozinho em um depósito no quintal de casa.

A mãe morreu anos atrás, o pai depressivo mais recentemente. Agora o casarão é ocupado pelo irmão Gus ( Paul Schneider ) e a cunhada grávida Karin ( Emily Mortimer ). 

Karin faz de tudo para integrá-lo à família, mas ele sempre tem uma desculpa esfarrapada para não socializar.

Um dia, um colega de trabalho no escritório, navegando em pornografia na Internet, mostra a Lars uma boneca de vinil em tamanho real que pode ser personalizada de acordo com as especificações. 

Algumas semanas depois, uma caixa de embalagem é entregue a Lars, e logo o irmão e a cunhada são apresentados à boneca, Bianca. 

Bianca, a boneca que não é a Barbie

O ator Ryan Gosling interpreta o solitário Lars Lindstrom.

Bianca é uma missionária paraplégica, metade brasileira, metade dinamarquesa. Lars a leva a todos os lugares em uma cadeira de rodas. 

Ele tem uma explicação para tudo, inclusive por que ela não fala ou come.

O filme de alguma forma implica sem dizer que, embora a boneca venha anunciada com “orifícios”, Lars não a usa para fins sexuais. Não, ela é uma companheira ideal, até porque nunca pode tocá-lo. 

Com uma serenidade que beira o surreal, Lars a leva a todos os lugares, até à igreja. Ela é tão real quanto qualquer pessoa em sua vida pode ser.

Gosling é silenciosamente revelador nesse papel, seu personagem acomoda Bianca com breves pausas e silêncios, permitindo que as lacunas momentâneas sejam preenchidas pelo que imaginamos que ela possa estar dizendo. 

Podemos imaginá-la nos espaços que ele deixa para ela no meio do discurso, mas ainda mais incrível é quando Lars responde à Bianca, insinuando que ela mesma iniciou a conversa, como qualquer pessoa normal faria. 

A empatia da comunidade

A chegada de Bianca na vida de Lars chamou a atenção dos moradores da cidade que sempre o observaram de longe, especialmente sua colega, Margo.

Preocupados com ele, Gus e Karin levam Lars para ver uma psiquiatra sob o pretexto de que Bianca precisa de check-ups semanais. A médica aconselha a moderar a ilusão de Lars para entender o que está por trás disso.

Mas quando tratam Bianca como uma pessoa real, algo mágico acontece: Lars começa a gostar da interação humana, desde que Bianca esteja presente.

De repente, quase todos na cidade concordam com essa abordagem. Lars, conhecido pela solidão, começa a sair de sua concha, e as pessoas aceitam sua ilusão porque veem que ele está progredindo.

Lars tem transtorno mental?

Ele é diagnosticado com transtorno de personalidade esquizoide: prefere solidão, evita relacionamentos íntimos e mostra pouco interesse em se conectar com os outros. Suas interações sociais são limitadas, e ele tende a evitar situações que envolvam contato físico ou emoções.

Embora não saibamos muito sobre sua infância, seu irmão mais velho, Gus, se preocupa com o fato de ter deixado Lars para trás ao sair de casa cedo. Ele se questiona se sua presença teria feito alguma diferença na vida de Lars.

Uma comédia romântica diferente

“A Garota Ideal” é uma comédia romântica com toques de drama — ou um drama com toques de comédia. O filme do diretor Craig Gillespie vai te fazer rir, suspirar e até se emocionar! (Eu ri e chorei assistindo).

É uma bela história sobre pessoas essencialmente boas, o que a torna bastante refrescante em termos de entretenimento. Não há anti-heróis aqui; apenas pessoas que querem ver o melhor nos outros. 

A ideia de um romance legítimo entre um homem adulto e uma boneca pode deixar você desconfortável, mas se prestar atenção, vai conseguir entender as metáforas sobre amadurecimento.

Então, se você está a fim de ver o Ryan Gosling apaixonado por uma boneca que não é a Barbie, não perca A Garota Ideal que está disponível no Prime Video.

Aproveite para ler também:


Por Monique Gomes

Empreendedora digital, copywriter,
analista de SEO on-page, gestora de tráfego.

Você ainda baixa filmes na internet?

5/ 5 (3 classificação)

O Roku Express é a maneira mais fácil e barata de transformar sua TV em Smart TV de verdade. Basta plugar e ativar pra você ter acesso a milhares de filmes e séries.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *