Pular para o conteúdo

O que você faria se encontrasse Adolph Hitler hoje?

Revista de Entretenimento

Imagine que você está andando normalmente no centro da cidade e pah… topa com a figura de Adolph Hitler. Qual a sua reação? Medo? Pânico? Estranheza? Ou faria uma selfie com ele? (Credo!!)

Estava eu fuçando o acervo do Netflix quando me deparei com um título curioso:

Filme satiriza Adolph Hitler

Ele está de volta: sátira de Adolph Hitler, cena do filme.

A capa estampa os traços mais marcantes da fisionomia de Hitler: cabelo e bigode. O filme é uma comédia alemã baseada no livro de mesmo nome, do escritor Timur Vermes.

Oliver Masucci encarna o ditador, que ressurge misteriosamente em Berlim no ano 2014. No entanto, as únicas lembranças que tem é de uma Alemanha de 1945. Seu primeiro contato é com um grupo de garotos que jogava futebol ali perto, a quem ele chamou de “jovens hitleristas”.

Por que os garotos não fizeram a saudação alemã? Ficou desapontado! Ainda meio atordoado, encontrou abrigo em uma banca de revistas e ao ler os jornais descobriu que estava no século XXI.

A capacidade de se comunicar com multidões sempre foi uma habilidade que ele usava para pregar suas ideias, por isso decepção mesmo foi quando encontrou um aparelho de televisão moderno.

O canal exibia um programa de culinária. “Inacreditável! Haviam desenvolvido uma tecnologia tão avançada e a utilizavam para supervisionar um cozinheiro ridículo? ”, pensou.

Fez uma tentativa de ligar o rádio, mas não havia rádio ali.

“Se até naquele alojamento humilde não havia rádio, e só um aparelho de televisão, então era inevitável concluir que o aparelho de televisão tornou-se o mais importante dos dois meios de comunicação”, concluiu.

Humor nonsense, porém ácido

O humor ácido do filme começa quando Hitler sai pelas ruas de Berlim. A reação das pessoas é um misto de felicidade e pavor. Uma cena hilária mostra o “Führer” sentado diante de uma tela de pano, pintando a fisionomia das pessoas para ganhar um trocado.

Ao ser descoberto por um canal de televisão, Hitler é convidado para apresentar um programa que alcançará recordes de audiência e será o assunto mais falado nas redes sociais.

‘Ele está de volta’ não é apenas uma obra de ficção para fazer a gente dar risada. É também um filme para pensar no FALSO MORALISMO dos hipócritas que estão bem perto de nós.

Gente que, em nome do “combate à corrupção”, dissemina o ódio e a intolerância. Está sempre em busca de um herói capaz de resolver todos os problemas em nome da religião, da moral e dos bons costumes.

Leia também: Ele está de volta

Livro: Ele Está de Volta, sátira com o personagem chamado Adolph Hitler
| VER OFERTA |

Ele está de volta é uma sátira mordaz sobre a sociedade contemporânea governada pela mídia. Uma história bizarramente inteligente, bizarramente engraçada e bizarramente plausível contada pela perspectiva de um personagem repulsivo, carismático e até mesmo ridículo, mas indiscutivelmente marcante.


Por Monique Gomes

Empreendedora digital, copywriter,
analista de SEO on-page, gestora de tráfego.

Você ainda baixa filmes na internet?

5/ 5 (3 classificação)

O Roku Express é a maneira mais fácil e barata de transformar sua TV em Smart TV de verdade. Basta plugar e ativar pra você ter acesso a milhares de filmes e séries.

2 comentários em “O que você faria se encontrasse Adolph Hitler hoje?”

  1. Pensaria que estaria vendo um fantasma criado tão somente pela minha imaginação. Zélia

  2. PUBLICIDADE

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *