Quem é vivo sempre aparece!

A galera de Ubajara tem uma “vibe” forte. O site do jornalwww.folhaubajarense.com.br sempre supera o site do jornalwww.portaldaimprensa.com.br na quantidade de acessos. Eu sei que depois do fechamento do Folha existe uma demanda muito grande de ubajarenses que estão sedentos por informação, por isso resolvi voltar a produzir matérias para o site. Fazendo uma autocrítica, percebo que passei de uma fase Fátima Bernardes para Rachel Sheherazade, ou seja, em alguns momentos eu deixei a imparcialidade de lado e emiti muitas opiniões. Agora, distante de Ubajara, vou procurar ser uma mistura de Patrícia Poeta com Sherlock Holmes. Em breve vou anunciar … Continuar lendo Quem é vivo sempre aparece!

E agora, Ubajara? Vai deixar a peteca cair?

Eu venho de um lugar onde a prática do jornalismo é uma tradição secular. Ubajara, antes mesmo de receber oficialmente o título de “cidade”, ou seja, na condição de vila, teve o seu primeiro jornal, todo escrito à mão. O ano era 1900. Não havia gráficas nem computadores. A máquina de escrever estava se popularizando. Anos mais tarde, surgiram diversas outras publicações, todas advindas de pessoas que acreditavam que o jornalismo é uma revolução silenciosa capaz de informar e transformar. Em Ubajara há registros de periódicos produzidos através de prensas manuais, uma espécie de moldura na qual o texto era … Continuar lendo E agora, Ubajara? Vai deixar a peteca cair?

O que está acontecendo aí, Ubajara?

Ingressei na internet em 1998, ano em que raríssimas pessoas acessavam a grande rede mundial naquela cidade de Ubajara, estado do Ceará. Por isso, hoje, quando acesso o facebook e vejo ubajarenses que nem sequer sabiam o que era um site, um e-mail, postando, participando, fico orgulhosa e pensando: como é revolucionária a internet. Apesar de não morar mais na serra, acompanho o que os amigos publicam na rede social e, outro dia, imagens do centro da cidade suja foram o viral do momento, no que eu comentei: “Observando esta imagem lamentável, penso que na qualidade de seres inteligentes que … Continuar lendo O que está acontecendo aí, Ubajara?

Rowlandius, o ubajarense do olho falso

Eu pensei que não escreveria mais nenhum post na categoria “ubajara”, até ser supreendida com a notícia do Rowlandius Ubajara. Ah, você ainda não conhece o Rowlandius? Rowlandius bem que poderia ser o nome de uma grife famosa, mas não. É o nome da mais recente descoberta científica. Uma espécie de aracnídeo que os pesquisadores chamam de “olho falso”, comum entre outros animais do grupo. Diz a matéria no Globo: “Isso significa que possuem uma membrana no lugar dos olhos, e acredita-se que os indivíduos se orientem não pela visão, que provavelmente é ruim, mas por outros sensores”. Para tudo! … Continuar lendo Rowlandius, o ubajarense do olho falso

A esperança tem duas filhas lindas: a indignação e a coragem

Infelizmente sou motivada a registrar aqui mais um crime em Ubajara. Um casal, moradores do Sítio Moitinga, foram assaltados e em seguida assassinados na noite de ontem, 08 de novembro. Luis Sousa da Silva, 56 anos e Maria Iracema Lira Silva, de 52 anos, foram baleados e não resistiram aos ferimentos. Os autores foram presos, não se sabe até quando. Continuar lendo A esperança tem duas filhas lindas: a indignação e a coragem

Verdades inconvenientes sobre o Teleférico de Ubajara

Afastada de Ubajara há mais de 9 meses, não pude conter a vontade em escrever essas linhas desde que fiquei sabendo que o teleférico, maior patrimônio turístico de Ubajara e região da Serra da Ibiapaba, o meio de transporte que leva os turistas para a majestosa Gruta de Ubajara, está desativado mais uma vez. Em 2007, ou seja, há 5 anos, fiz um alerta a esse respeito na edição impressa do Jornal Folha Ubajarense, e hoje pretendo refrescar a memória da sociedade diante do fato, pois muito tempo já se passou. Naquela época, o bondinho ficou paralisado no mês de … Continuar lendo Verdades inconvenientes sobre o Teleférico de Ubajara

Mais um pedido recebido. Vamos ajudar?

Sou Adriano Pereira de Oliveira. Gostaria que você me ajudasse. Sou de Edeia Goiás, estou a proucura da família do meu pai que mora em Ubajara. Ele se chama Josias Pereira de Oliveira, saiu de casa aos 12 anos de idade e nunca mais viu a família. Não sabemos se ainda residem em Ubajara e queríamos que alguém ajudasse a encontrá-los. O pai dele se chama Raimundo Pereira de Oliveira, sua mãe Maria Pereira de Oliveira. Os irmãos dele são José Luis Pereira, Francisco Pereira de Oliveira, Deusimar Pereira de Oliveira e Claudia Pereira de Oliveira etc. Antigamente em Ubajara … Continuar lendo Mais um pedido recebido. Vamos ajudar?

Celina e Jaqueline procuram familiares ubajarenses

Todos nós, que fomos educados pelos pais, não podemos medir o tamanho da aflição daquelas pessoas que foram adotadas ou desconhecem a procedência das suas origens. Conhecer a família biológica é como mergulhar na própria identidade, por isso, elas convivem com essa inquietação o tempo todo, independente na nova família ser amável, ou não. Abaixo, leia com atenção os e-mails das leitoras Celina e Jaqueline. Caso conheça alguém da família, por favor comunique-as. Oi, boa noite. Me chamo celina, moro na cidade de Uberlandia (MG), preciso da ajuda do povo de Ubajara para encontrar uma pessoa muito importante: minha mãe … Continuar lendo Celina e Jaqueline procuram familiares ubajarenses

A minha voz é a mesma, mas os meus cabelos…

Internet é coisa de doido, mesmo. Esse blog que eu comecei no ano 2009 ficou muito tempo sem manutenção (aproximadamente uns 3 anos, quando eu me dediquei ao Jornal http://www.folhaubajarense.com.br). Reli alguns textos, ri que gargalhei. Dei uma geral no layout e migrei alguns artigos mais atuais para cá. Os mais antigos não foram alterados. Até os erros de português eu conservei… Dezembro do ano passado recebi um comentário muito inteligente da leitora Clara Garcia Amaral Fernandes no post ‘A cotovia e a cutruvia’, que publiquei em junho de 2009 – veja bem, em junho de 2009. No início de … Continuar lendo A minha voz é a mesma, mas os meus cabelos…