“Apresso-me a rir de tudo, com medo de ser obrigado a chorar”, disse Pierre Beaumarchais

A primeira vez que eu entrei na Biblioteca Marta Giffoni passei pela seção de humor e foi ali que um livro me escolheu:  Os 100 melhores contos de humor da literatura universal, organizado por Flávio Moreira da Costa. Não vou dizer que é o tipo de livro que vai fazer você rir, até porque não é o objetivo da obra. É um acervo dos conteúdos mais relevantes (aos olhos do organizador), desde 1800 e lá vai pedrada, de Esopo a escritores contemporâneos. Interessante para quem deseja fazer uma análise histórica da forma com que o humor literário se desenvolveu com … Continuar lendo “Apresso-me a rir de tudo, com medo de ser obrigado a chorar”, disse Pierre Beaumarchais