6 motivos para você votar em MULHER nas eleições

Você já parou para pensar por que o mundo precisa de mais mulheres envolvidas em todos os aspectos do processo político? Hoje nós vamos bater um papo sobre isso.

Continue a leitura na íntegra e compartilhe com as suas amigas!

Por que é importante votar em mulher nas eleições?

A participação das mulheres na política ajuda a promover a igualdade de gênero e afeta diretamente as soluções que são propostas. Segundo uma pesquisa, o fato de um legislador ser homem ou mulher tem impactos diferentes sobre suas prioridades políticas. 

Também existem fortes evidências de que, à medida que mais mulheres são eleitas, há um aumento significativo na formulação de políticas que enfatizam as prioridades das famílias, mulheres, minorias étnicas e raciais.

É claro que elas não são um grupo homogêneo. Dependendo se são jovens ou mais velhas, educadas ou não, vivem em áreas rurais ou urbanas, têm experiências de vida muito diferentes que levam a diferentes prioridades e necessidades. 

Além disso, nem toda mulher eleita colocará as questões ou os direitos das mulheres na agenda. Claramente, a representação das mulheres não é o único fator, mas é um fator crítico para o desenvolvimento de democracias inclusivas, responsivas e transparentes.

Políticos do sexo masculino e feminino devem trabalhar juntos para resolver o máximo de problemas. Para construir democracias fortes e sustentáveis, as mulheres devem ser encorajadas, empoderadas e apoiadas para se tornarem líderes políticas e comunitárias fortes.

6 motivos para você votar em MULHER nas eleições

1. Votar em mulher é importante para o enfrentamento da violência contra a mulher  

O Brasil registrou mais de 66.000 casos de violência sexual em 2018. Isso representa mais de 180 estupros por dia. Entre as vítimas, 54% tinham menos de 13 anos. Os números estão aumentando.
Quem pode sentir essa dor e querer mudar essa realidade se não as próprias mulheres?

A violência contra a mulher não é só física. A Lei Maria da Penha, de 2006, classifica os tipos de abuso contra a mulher nas seguintes categorias: violência patrimonial, violência sexual, violência física, violência moral (calúnia, difamação ou injúria) e violência psicológica, como:

  • ameaça;
  • humilhação;
  • constrangimento;
  • manipulação;
  • vigilância;
  • perseguição;
  • insulto;
  • chantagem;
  • perseguição;
  • exploração;
  • limitação do direito de ir e vir;
  • ridicularização;
  • e outros.

2. Votar em mulher é bom para promover a igualdade de gênero

Apesar de as mulheres constituírem metade da população mundial, representam menos de 1/4 dos membros dos parlamentos nacionais em todo o mundo. Sem contar que na política e nos negócios elas ainda precisam navegar em sistemas que foram projetados e mantidos por homens durante séculos.

3. Votar em mulher fortalece a democracia

Os direitos humanos básicos incluem os direitos políticos de mulheres e homens. A participação equitativa das mulheres na política e em todos os cargos de tomada de decisão é essencial para construir e sustentar uma democracia.

Em uma democracia justa, os interesses dos cidadãos devem ser ouvidos, deliberados e legislados. A voz das mulheres deve ser ouvida e considerada no processo democrático para uma melhor representação do público.

4. Votar em mulher ajuda a quebrar estereótipos

Infelizmente, as líderes femininas costumam ser tratadas com mais severidade na mídia com base em sua aparência. Muitas vezes são levadas menos a sério por seus pares.

A cota da participação feminina nas eleições está sendo usada ilegalmente por corruptos que querem se aproveitar da verba destinada aos partidos. Quem mais pode mudar isso se não as próprias mulheres? 

5. Votar em mulher é uma chance de que as nossas demandas sejam atendidas

A extinção do Ministério das Mulheres, da Igualdade Racial, da Juventude e dos Direitos Humanos criado em 2015 chamam a atenção para as dificuldades em se falar sobre determinados assuntos na agenda do atual governo.

Infelizmente, o novo Ministério da Mulher faz o que nenhum governo deveria fazer: misturar crenças pseudoreligiosas com políticas públicas. Nesse cenário, a comunidade LGBTQI+ é a mais prejudicada.

6. Votar em mulher reduz os níveis de corrupção

Uma pesquisa feita na Índia descobriu que o número de projetos de água potável em áreas com conselhos liderados por mulheres era 62% maior do que aos dos conselhos liderados por homens. Além disso, a maior participação feminina não só aumentou o fornecimento de bens públicos, mas também reduziu os níveis de corrupção.

“As mulheres só conseguirão empoderamento na política
se houver reservas para elas na política.
Para superar as barreiras sociais,

as vozes e raízes das mulheres
devem ser ativadas e ouvidas na política”.
Naema Ali Abdullah

Precisamos levar a sério o empoderamento das mulheres, principalmente as meninas, para aprender, liderar, decidir e prosperar. O desenvolvimento da capacidade de liderança ajuda a criar uma geração capaz de promover mudanças futuras. 

Não devemos perder de vista o fato de que as meninas têm direitos iguais aos dos meninos para liderar. É importante apoiá-los para que falem por si próprios, tomem decisões sobre suas vidas e assumam as posições de poder a que têm direito. 

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s