O verdadeiro monstro da série Lovecraft Country é o racismo

A série de terror Lovecraft Country da HBO está repleta de referências ao livro homônimo: ficção americana de meados do século e muito mais.

Adaptado do romance Lovecraft Country de Matt Ruff (Território Lovecraft na tradução brasileira), a história segue o veterano da Guerra da Coréia Atticus Freeman (Jonathan Majors) em uma jornada para o sertão da Nova Inglaterra para encontrar seu pai desaparecido (Michael K. Williams) e descobrir um preocupante segredo de família. 

Com a amiga Letitia (Smollett) e o tio George (Courtney B. Vance), Atticus entra em conflito com a polícia racista local que patrulha as “cidades brancas” ao entardecer, onde os negros eram “legalmente barrados à noite, com terríveis consequências para os violadores”.

A narrativa mostra com fidelidade o medo muito real que os negros sentiam nos anos 1950 em bairros brancos. Qualquer interação com um branco que desse um pouco errado poderia ser a última.

No romance, os monstros funcionam como uma metáfora para o racismo, que é mais cruel que os monstros e muito mais difícil de escapar: Afinal, é possível correr deles, mas não de um sistema opressor.

Entenda a origem do nome Lovecraft Country

O acervo de monstros é claramente inspirado no trabalho de um homem chamado HP Lovecraft, frequentemente descrito como Lovecraft. O termo é usado para descrever o que as pessoas chamam de ‘terror cósmico’. 

O gênero de terror Lovecraftiano foca no conceito de que a humanidade é apenas uma pequena partícula de poeira nesse vasto universo. Isso significa que quando algo fora do mundo ou de outro reino aparece, estamos totalmente indefesos e incapazes de compreender a existência.

HP Lovecraft tinha opiniões incrivelmente racistas. Então, de certa forma, o título Lovecraft Country é uma metáfora para ‘um mundo racista’. 

A contribuição dele para o gênero terror está associada às crenças racistas e tóxicas que não manteve em segredo. Simpatizante de Hitler, acreditou em teorias de conspiração anti-semitas e justificou a violência racial no sul. 

Lovecraft Country na Amazon

Lançado em 2016, Lovecraft Country combina horrores Lovecraftianos, como talvez o maior terror americano: ser negro na América.

Ambientado em 1954, os personagens de Lovecraft Country estão tentando lidar com os horrores de ser negro na era Jim Crow, além de monstros no estilo Lovecraft, viagens espaciais e até espíritos. O livro é dividido em oito capítulos com um epílogo e, embora cada um funcione como um conto autônomo com diferentes personagens em destaque, há um fio que conecta todos eles. 

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s