Se você é um divergente, tome muito cuidado

No filme Divergente (2014) a sociedade é dividida em cinco facções:

1. Abnegação: pessoas altruístas que se dedicam a ajudar o próximo;

2. Franqueza: pessoas francas e honestas que falam o que pensam;

3. Audácia: pessoas corajosas e responsáveis pela ordem;

4. Erudição: pessoas conhecidas pela inteligência e sabedoria;

5. Amizade, grupo que se dedica à paz.

Aquele que não se encaixa em nenhuma facção é considerado desprezível. Se alguém for capaz de múltiplas habilidades ao ponto de se enquadrar em mais de uma facção, é considerado um divergente. Os divergentes são vistos como uma grande ameaça ao sistema.

O que significa a palavra divergente?

“é um adjetivo que representa algo ou alguém que se difere, discorda, se opõe e se afasta dos demais indivíduos que pertencem ao seu grupo.
A ideia de divergente está relacionada com tudo aquilo que se opõe.

Uma pessoa divergente é aquela que não se enquadra no contexto de determinado grupo ou situação, tem opinião diferente dos outros e não concorda com facilidade com pontos de vista alheios aos seus.”

Esse é o início do primeiro filme da série Divergente

“Nós temos sorte por estar na cidade. Dizem que a guerra foi terrível, que o resto do mundo foi destruído. Nossos fundadores construíram um muro para nos manter seguros, e nos dividiram em 5 grupos, facções, para manter a paz.

Os inteligentes, aqueles que valorizam o conhecimento e a lógica, estão na Erudição. Eles sabem tudo. A Amizade cultiva a terra. Eles são gentis e buscam harmonia, sempre felizes. A Franqueza valoriza a honestidade e a ordem. Eles falam a verdade, mesmo quando você gostaria que eles não falassem.

E tem a Audácia. Eles são nossos protetores, nossos soldados, nossa polícia. Eu sempre achei eles maravilhosos. Corajosos, destemidos e livres. Alguns acham que quem é da Audácia é louco, e eles são um pouco mesmo. Minha facção é a Abnegação.

O outros nos chamam de “inflexíveis”. Nós levamos uma vida simples, altruísta, dedicada a ajudar os outros. Nós até alimentamos os Sem Facção, aqueles que não se encaixam. Por sermos servidores públicos, nos é confiada a administração governamental.

Meu pai trabalha junto com nosso líder, Marcus. Tudo funciona. Todos sabem o lugar ao qual pertencem.

Menos eu.”

Não é à toa que a arte imita a vida e vice-versa. Os divergentes da vida real são perseguidos e odiados.

* Divergente é um filme de ação, ficção científica e suspense estadunidense dirigido por Neil Burger, baseado no livro homônimo de Verônica Roth.

Anúncios

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s