Você permitiria que alguém publicasse a história da sua vida na íntegra?

silencio

A pergunta é pertinente. Se colocar no lugar do outro para tentar entender o ponto de vista dele é uma atitude nobre, que poucas pessoas são capazes de fazer. No jornalismo, essa ação é conhecida por ‘conhecer os dois lados da história’, ‘ser imparcial’, etc. Domingo passado, no programa Fantástico, da Globo, assisti decepcionada à entrevista que o cantor Roberto Carlos concedeu à jornalista Renata Vasconcellos. Não por ele. Por ela. Fiquei profissionalmente constrangida pelo fato dela ter deixado o entrevistado extremamente desconfortável com perguntas visivelmente tendenciosas, inflamadas, carregadas de ironia. Roberto falou, falou, mas não disse muita coisa. Dizer o que diante de alguém cheio de convicções?

Na semana, procurei saber se algum colunista comentou a esse respeito. Eu esperava que alguém, além de mim, tivesse percebido o quanto o entrevistado se sentiu acuado. Mas os comentários que estão bombando são críticas negativas ao que ele disse e ninguém reparou no constrangimento causado pela jornalista. Saiu também uma nota informando que Roberto não teria gostado da entrevista, pois na edição cortaram declarações muito importantes. Não é uma surpresa, em se tratando de rede globo.

No final da entrevista, quando Roberto conseguiu driblar latidos e grunidos, disse:

“O biógrafo também pesquisa uma história que está feita. Que está feita pelo biografado. Então ele, na verdade, não cria uma história. Ele faz um trabalho e narra aquela história que não é dele. Que é do biografado. E, a partir do que escreve, ele passa a ser dono da história. E isso não é certo. Isso, na minha opinião, não é justo”, concluiu o cantor.

Diante de toda essa polêmica de publicar ou não publicar com ou sem autorização, seria interessante uma reflexão que proporcione a visão de ambas as partes. Precisamos rever nossos conceitos sobre ‘liberdade de expressão’ e confrontá-los com ‘invasão de privacidade’.

E você, gostaria de ter a história da sua vida na íntegra publicada por alguém que não fosse você? Eu não gostaria que alguém fizesse uma pesquisa minuciosa da minha vida e tornasse tudo público, sem cortes. A menos que eu fosse uma servidora pública corrupta, porque assim eu aceitaria que o jornalismo tem por obrigação informar e denunciar os meus erros com o uso ilícito do dinheiro público.

Anúncios

8 comentários sobre “Você permitiria que alguém publicasse a história da sua vida na íntegra?

  1. Liberdade de expressão é essencial. Qualquer homem público, seja cantor, politico ou blogueiro (epa!) pode ser biografado sem autorização antecipada. Caso haja erros, o prejudicado deve procurar a justiça. É o preço que se paga pela liberdade. Já pensou se a gente não ficasse sabendo dos horrores que praticaram Hitler, Stalin ou Fidel Castro? Que bom que ficamos sabendo tambem das vidas de Gandhi ou Kennedy. Liberdade acima de tudo.

    Curtir

    1. É, depois que a pessoa tá mortinha da silva, podem falar o que quiser que o defunto não vai processar. Quando vivo, o biografado pode processar, mas isso vai dar mais publicidade à obra e fazer com que o lucro aumente. Os horrores do holocausto, o ativismo de Gandhi, entre outras coisas, são fatos históricos da humanidade. Eu não tenho interesse em saber quantas mulheres o Roberto Carlos pegou, você tem? rsrsrs

      Curtir

  2. he he… Quando eu for um homem público (de preferencia rico como o RC), pode publicar! Não se quer saber quantas o RC pegou (mesmo porque não caberia em um livro…), mas o que ele pensava sobre a ditadura, sua relação com os colegas, etc. Fatos que poderiam dar o verdadeiro perfil do “Rei”. Sobre o tempo de publicidade, é o preço que a democracia paga para ter a verdeira livre expressão.

    Curtir

    1. Mas Dagó, o que ele pensa sobre a ditadura e o relacionamento dele com os colegas, ele mesmo pode contar na autobiografia, coisa que ele já está fazendo. Ninguém melhor que ele pra contar. O livro certamente será um registro da trajetória de um cantor que deixou um legado musical enorme para o nosso Brasil.(y)

      Curtir

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s