Bem-me-quer, malmequer: o papel do hífen na nova regra ortográfica

Dezembro de 2012 não será o fim do mundo como foi interpretado pelos estudiosos da civilização Maia, mas marcará o apocalipse oficial da ortografia que conhecemos desde o tempo em que nos reconhecemos como gente. A partir de 2013 as novas regras ortográficas serão de uso obrigatório.

As regras de acentuação não são difíceis de memorizar. Basta um pouco de tempo e todos se acostumarão com ideia, feiura, joia, enjoo, etc. O não uso do trema é a regra mais fácil, claro, é só abolir. Mas o uso do hífen, esse é cruel. Cruel porque são muitas as exceções que fogem da regra.

Bem-me-quer se escreve assim porque é uma espécie botânica, mas malmequer, que também é uma planta, se manteve junto pela tradição, e ponto final. Ou seja, o papel principal do hífen é complicar a vida da gente…  Veja: um vaga-lume que insiste em vagalumear. Ou: estou mal-curada da gripe. A cachorrinha da vizinha está muito malcuidada… Égua… A explicação é que se mal+palavra contém sentido de doença, usa o hífen.

Conheça outras regras básicas e comece a se familiarizar com as palavras:

Prefixos terminados em vogal + palavras começadas por R ou S
antessala, autorretrato, antissocial, antirrugas, arquirrival, autorregulamentação, autossugestão, contrassenso, contrarregra, contrassenha, extrarregimento, infrassom, ultrassonografia, semirreal, suprarrenal.

Prefixo + palavras com a mesma vogal
anti-ibérico, anti-inflamatório, anti-inflacionário, anti-imperialista, arqui-inimigo, arqui-irmandade, micro-ondas, micro-ônibus.

Prefixo + palavras com vogal diferente
autoafirmação, autoajuda, autoaprendizagem, autoescola, autoestrada, autoinstrução, coautor, contraexemplo, contraindicação, contraordem, extraescolar, extraoficial, infraestrutura, intraocular, intrauterino, neoexpressionista, neoimperialista, semiaberto, semiárido, semiautomático.

A regra não se encaixa quando a palavra seguinte iniciar por h: anti-herói, anti-higiênico, extra-humano, semi-herbáceo.

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Anúncios

3 comentários sobre “Bem-me-quer, malmequer: o papel do hífen na nova regra ortográfica

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s