Eu poderia escrever muitas coisas

Muitas vezes há tanto o que dizer que o melhor é calar, fazer as palavras reféns. Mas eu poderia escrever sobre as bizarrices do orkut, por exemplo. Tem gente que cria usuário falso e redige um depoimento elogioso no próprio perfil e fica dando em cima de si mesmo, mandando recadinhos carinhosos. O objetivo, vai saber, mas nesse orkut tem de tudo um pouco. Deus abençoe os narcizistas.

Eu poderia escrever sobre as mulheres que apanham dos maridos. Daria um post e tanto. Sobretudo eu falaria não só da violência física, mas da violência moral, a que dói mais. Por dentro, a dor. Por fora, piadas sem graça e mal contadas.

Eu poderia escrever sobre a insistência de determinadas pessoas em culpar os outros pela sua própria incompetência. Ela cria uma realidade absurda e trabalha com afinco para que os demais acreditem no que ela gostaria que fosse verdade. A própria incompetência é inadimissível e o mais importante é que todos acreditem o contrário.

Eu poderia escrever sobre o ego. Sobre o estrelismo. Sobre a síndrome de importância. Eu poderia escrever sobre o dinheiro e o efeito colateral que ele gera em mentes fracas. Eu poderia escrever sobre a minha aversão por status e sobre amizade verdadeira.

Eu poderia escrever sobre o quanto é difícil dizer sim, enquanto todos dizem não. Mas já chega, não vou escrever nada.

Anúncios

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s